quinta-feira, 30 de junho de 2016

Fim da linha para as lâmpadas incandescentes: veja substitutas

Produto deixa o mercado nesta quinta-feira por modelos mais eficientes

© Reuters
A substituição das lâmpadas incandescentes por outros modelos tem sido gradativa desde 2014, quando o Plano de Metas estabelecido na Portaria interministerial nº 1007/2010 determinou que os modelos que não atendessem aos novos níveis mínimos de eficiência energética deveriam ser banidos do mercado.

A medida do governo integra a nova legislação, elaborada pelo Comitê Gestor de Indicadores e Níveis de Eficiência Energética (CGIEE), e é coordenada pelos ministérios de Minas e Energia; Ciência, Tecnologia e Inovação, e Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, em parceria com o Inmetro. A decisão faz parte do Plano Nacional de Eficiência Energética, que tem como meta a redução do consumo de energia do País em 10% até 2030.
As lâmpadas incandescentes de 60W que atendiam às características fixadas anteriormente à portaria atual, citada acima, puderam ser produzidas e importadas até junho de 2014 e vendidas até junho de 2015. Os modelos de lâmpadas incandescentes de 200W, 150W, 100W e 75W deixaram de ser comercializadas no ano passado e as últimas a deixarem o mercado são as de 40W e 25W, a partir de hoje, 30 de junho de 2016.
A ideia é substituir essas lâmpadas por modelos mais eficientes, como as fluorescentes compactas e as lâmpadas LED. A simples escolha do tipo de lâmpada a ser usada na sua residência pode significar uma economia significativa na conta de luz no final do mês. Por isso, antes de optar, é importante comparar as características dos modelos.
“Há pelo menos um critério básico que ajuda o consumidor a fazer essa comparação: a relação entre a vida útil da lâmpada e o preço”, afirma Georges Blum, presidente da Abilumi (Associação Brasileira de Fabricantes e/ou Importadores de Produtos de Iluminação). “A redução nos gastos com a conta de luz impacta diretamente no orçamento doméstico. A eletricidade consumida pela iluminação pode representar até 20% dos gastos de uma família, o que não é pouco. Ao longo de um ano, se somados os valores economizados com apenas uma lâmpada substituída, a economia pode chegar a R$ 25,00. Se trocar quatro lâmpadas, são R$ 100,00 economizados por ano”, calcula o especialista da Abilumi.
Para exemplificar, vamos considerar os três tipos de lâmpadas encontrados no mercado: as incandescentes, as fluorescentes (tubulares ou compactas) e as lâmpadas Led. Saiba mais sobre cada um deles e entenda por que essa troca é tão importante:
Incandescente
As incandescentes ainda representam 20% das vendas de lâmpadas do País, em razão do seu preço atraente, em média 5 vezes menor que uma fluorescente. Por outro lado, ela se caracteriza por converter a energia em luz e calor, o que faz com que consuma mais.
- Como funciona? Com mais de um século de idade, as lâmpadas incandescentes não mudaram muito desde quando foram criadas por Thomas Edison. Uma corrente elétrica passa por um filamento de tungstênio (aquele fiozinho de dentro da lâmpada), aquecendo os átomos que o compõem e gerando luz como consequência. A questão é que apenas 5% da energia gerada são convertidos em luz. Os 95% restantes são transformados em calor, o que explica o grande desperdício que geram.
- Mercado atual – A Abilumi estima que em torno de 100 milhões de lâmpadas incandescentes ainda sejam vendidas no Brasil, número que vem caindo devido à sua extinção no mercado em 2016.
- Vida útil – Em média 750 horas, durabilidade considerada baixa por conta do rápido desgaste do filamento de tungstênio.
Fluorescente
Já as fluorescentes, sejam tubulares ou compactas, são 75% mais econômicas e duram quase 10 vezes mais que as incandescentes.
- Como funciona? A corrente elétrica emite radiação ao passar por uma mistura de gases e vapor de mercúrio que fica dentro do tubo. Esse tubo é revestido por um fósforo que transforma a radiação em luz visível. Utiliza-se o Halofosfato nas lâmpadas standard ou Trifósforo nas lâmpadas de cores de melhor reprodução de cor. Pode existir também um revestimento interno para diminuir o peso de mercúrio por lâmpada.
- Mercado atual – Cerca de 250 milhões de lâmpadas comercializadas por ano, segundo a Abilumi.
- Vida útil – Cerca de 8.000 horas. Apesar de custarem quase 5 vezes mais do que as incandescentes, duram mais e são mais eficientes. Ao substituir uma lâmpada incandescente de 60W de potência por uma fluorescente de apenas 15W, há uma economia de 80% na conta de luz.
LED
São as lâmpadas com tecnologia mais moderna do mercado. Totalmente eletrônicas, a cada dia se mostram mais eficientes.
- Como funciona? É composta de um ou mais diodos emissores de luz, ou seja, semicondutores elétricos fabricados com arseneto de alumínio e gálio, entre outros, que ao receberem energia elétrica, convertem-na em luz, gerando bem menos calor do que as lâmpadas incandescentes, o que representa menos perdas.
- Mercado atual – O mercado dessas lâmpadas encontra-se em crescimento e com os preços em queda. Há perspectivas de que esse modelo se popularize em pouco tempo, substituindo as lâmpadas incandescentes e fluorescentes em alguns anos.
- Vida útil – Uma lâmpada de LED chega a durar até 50 vezes mais e é 80% mais econômica que uma incandescente.

Diferença entre tarifas de bancos chega a 447,50%, diz pesquisa do Procon

Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica Federal, HSBC, Itaú, Safra e Santander foram analisados pela pesquisa

© Estadao Conteudo
Não pesquisar preços, inclusive nos serviços bancários, é uma atitude que pode sair cara ao consumidor. Pesquisa do Procon-SP revelou que a diferença de valores cobrados nas tarifas bancárias pode chegar a 447,50%.

No serviço "Pagamento de contas utilizando a função crédito do cartão", o preço varia de R$ 4 (Banco do Brasil) a R$ 21 (Santander). A diferença pode parecer pouco quando vista individualmente, mas um consumidor que utilize o serviço uma vez por mês gastaria R$ 48 em um banco e R$ 252, em outro, uma diferença de R$ 200.
A pesquisa analisou e comparou serviços prioritários e pacotes padronizados de sete instituições financeiras: Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica Federal, HSBC, Itaú, Safra e Santander.
Na comparação entre 2015 e 2016, a maior variação encontrada foi de 198,25% no serviço "Depósito Identificado" no Banco do Brasil. Em junho do ano passado, o custo deste serviço era de R$ 2,85, enquanto neste ano é de R$ 8,50.
Na comparação entre os bancos, a maior diferença foi encontrada no Pacote Padronizado IV. O menor valor cobrado é de R$ 25,50 no HSBC, enquanto que no Itaú o mesmo pacote custa R$ 36 (41,18% mais caro).
Os bancos são obrigados a oferecer quatro tipos de pacotes de serviços padronizados pelo Banco Central no intuito de facilitar a comparação de preços por parte dos consumidores.
Três dicas ao usar o serviço bancário:
1 - Serviços gratuitos
O Procon lembra que o Banco Central também estabelece uma lista de serviços gratuitos. Fazer até quatro saques por mês, por exemplo, é de graça.
2. Verifique os descontos
Caso quiser contratar um pacote, o consumidor deve verificar se os serviços inclusos atendem à sua necessidade. Também vale conversar com o gerente para ver se a instituição financeira oferece algum desconto no pacote em função do relacionamento com o banco.
3. Pesquise preços pela internet
Na comparação de preços, além do sites dos bancos, é possível checar o site da Federação Brasileira de Bancos (Febraban) que já reúne as tarifas de todas as instituições. Com informações do Estadão Conteúdo.

Roubos no Estado do Rio aumentam 42,9% em maio

Segundo estatísticas divulgadas nesta quinta-feira, 30, pelo Instituto de Segurança Pública, órgão subordinado à Secretaria Estadual de Segurança

© Estadao Conteudo
O Estado do Rio de Janeiro registrou 42,9% mais roubos de rua em maio deste ano, em comparação com o mesmo mês de 2015. Segundo estatísticas divulgadas nesta quinta-feira, 30, pelo Instituto de Segurança Pública, órgão subordinado à Secretaria Estadual de Segurança.

Os roubos aumentaram de 6.975 em 2015 para 9.968 neste ano - 2.993 casos a mais. Estão incluídos nesta rubrica os casos de roubos a pedestres e a passageiros do transporte coletivo, inclusive quando o objeto roubado é telefone celular.
Na soma dos cinco primeiros meses deste ano, de janeiro a maio, foram registrados 48.429 roubos de rua, aumento de 10.371 casos (27,3%) em relação ao mesmo período de 2015. As regiões do Estado que apresentaram maior número de casos em maio foram Nova Iguaçu, Mesquita e Nilópolis (1.036 roubos), São Gonçalo (985) e Duque de Caxias (788).
O número de veículos roubados aumentou 33,2%: foram 3.265 em maio deste ano contra 2.451 no mesmo mês de 2015.
Mortos pela polícia
O número de pessoas mortas em confrontos com a polícia aumentou 90,9%: passou de 44 em maio de 2015 para 84 em maio deste ano. As regiões que apresentaram o maior número de mortes foram Niterói e Maricá (10 casos), Irajá, Vila da Penha, Guadalupe, Parque Anchieta, Ricardo de Albuquerque, Acari, Barros Filho, Pavuna e outros bairros da região norte (também com 10 vítimas) e São Gonçalo, com 8 vítimas.
O registro de homicídios dolosos (intencionais) aumentou 6,1% em comparação com 2015: foram 368 mortes em maio deste ano e 347 no mesmo mês do ano passado. As áreas que apresentaram o maior número de mortes foram Campos dos Goytacazes, São Francisco de Itabapoana, São João da Barra e São Fidélis (38 casos), Duque de Caxias (29) e Nova Iguaçu, Mesquita e Nilópolis (também 29 casos).

Dois paraquedistas morrem durante treino para Olimpíadas

Comitê Rio 2016 nega ligação com evento que causou acidente. Incidente ocorreu na tarde de quarta-feira (29)

© Reprodução / TV TEM
A Polícia Civil investiga as circunstâncias da morte de duas pessoas após um salto de paraquedas na tarde de quarta-feira (29) em Boituva (SP). De acordo com informações do G1, o treino fazia parte de preparações para a abertura dos Jogos Olímpicos no Rio, que ocorre em 5 de agosto. O Comitê Rio 2016 nega ligação com a equipe envolvida no acidente.

"Os atletas que estavam no local disseram que o treinamento era para uma cerimônia que seria apresentada na abertura dos Jogos. Mas ainda vamos ouvir formalmente as testemunhas", afirma o delegado Carlos Antônio Nunes, responsável pelo caso.
O Comitê organizador dos Jogos não confirmou a informação. "Esse salto não teve nada a ver com a cerimônia dos jogos. Não tem nenhuma apresentação de paraquedismo prevista na cerimônia", disse a assessoria do comitê por telefone.
Um avião com cerca de 30 atletas decolouàs 16h30 no Centro Nacional de Paraquedismo (CNP), conhecido nacionalmente por praticantes do esporte. Os Bombeiros afirmam que Gustavo Corrêa Garcez , de 39 anos, e Marcos Guilherme Padilha, de 47, se chocaram no ar. Investigadores acreditam que um paraquedas tenha se enroscado no outro, provocando a queda dos dois.
As vítimas, que eram de São Paulo, foram levadas ao hospital São Luiz, em Boituva, mas morreram na unidade hospitalar. Os corpos foram encaminhados para o Instituto Médico Legal de Itapetininga (SP) e já foram liberados para familiares.

'Lula será candidato em 2018', afirma Dilma a publicação francesa

Na revista, a presidente que está afastada pelo processo de impeachment, também reafirmou que não cometeu crime de responsabilidade, pelo qual é acusada

© DR
A presidente afastada Dilma Rousseff afirmou em recente entrevista à revista francesa L'Express que o ex-presidente Lula será candidato à presidência da Republica em 2018. A entrevista foi publicada nesta quarta, 29.

Segundo informações do Estadão, Dilma fez questão de salientar que Lula está animado com as próximas eleições presidenciais.
"É a razão principal do golpe de Estado: prevenir que o Lula se apresente à presidência. Hoje em dia, apesar de todas as tentagivas de destruir a sua imagem, Lula continua entre as pessoas mais animadas. Eu posso te dizer que ele vai se apresentar na próxima eleição", afirmou.
Na publicação, a presidente que está afastada pelo processo de impeachment, também reafirmou que não cometeu crime de responsabilidade, pelo qual é acusada, mas que apenas aprovou quatro decretos para créditos suplementares a fim de financiar, prioritariamente, hospitais.

Temer quer apoio de Aécio para eleger aliado de Cunha na Câmara

Temer tem demonstrado preocupação com Cunha, que busca ajuda do governo para não ser cassado

© DR
O presidente afastado da Câmara Eduardo Cunha pressiona o presidente interino Michel Temer para que a sucessão na casa seja concretizada com um nome de interesse do peemedebista. Para isso, Temer recorre a um acordo com a antiga oposição, formada por PSDB, DEM, PPS e PSB.

Segundo informações do Globo, Temer chegou a procurar o presidente do PSDB, senador Aécio Neves, para a escolha do nome que assumirá esse mandato até o final do ano. Na conversa ocorrida no Palácio do Jaburu, o presidente interino explicou a Aécio que espera que o novo presidente não trabalhe pela cassação do mandato de Cunha. O nome que surgiu então, seguindo a análise do Planalto, foi o do deputado Rogério Rosso (PSD-DF).
As resistências que existem nos partidos da antiga opsição em relação ao candidato podem ser superadas desde que governo e PMDB se comprometam a apoiar um integrante do PSDB, DEM, PPS ou PSB para presidir a Câmara entre 2017 e 2019.
Cunha, por sua vez, busca ajuda do governo para não ter o mandato cassado, o que tem preocupado Temer. No encontro com o presidente interino, Aécio deixou claro que qualquer tipo de apoio da antiga oposição a Rosso depende de reciprocidade ano que vem.
Esta condição, entretanto, pode atravancar o acordo, avaliam auxiliares de Temer. Centrão e PMDB possuem candidatos que desejam disputar a presidência da Câmara no próximo ano. O Palácio do Planalto negou que pretenda interferir nessa eleição.
"Até admitiríamos um nome transitório agora, desde que haja um compromisso do Michel e do PMDB com esses partidos para o próximo ano. Não tem sentido o PMDB ficar novamente com a presidência das duas Casas, e este núcleo de partidos que possibilitou o impeachment de Dilma ficar de fora do comando", diz um tucano que participou das articulações.
Está prevista para a semana que vem uma reunião entre líderes da antiga oposição para que seja firmado um núcleo de ação conjunta. Os partidos envolvidos temem que, se não trablaharem unidos, sejam sejam atropelados pelas outras siglas que formam a base do governo Temer.
Deputados da antiga oposição dizem, no entanto, negociar votos para salvar o madato de Cunha está fora de cogitação.

'Lava Jato carioca' investiga Cabral por desvio de dinheiro público

Cerca 100 policiais cumprem 20 mandados de busca e apreensão nesta quinta-feira

© DR
O ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, é um dos investigados pela operação Saqueador, deflagrada pelo Ministério Público Federal e Polícia Federal, nesta quinta-feira (30).

Segundo informações do Dia, a ação, uma espécia de Lava Jato carioca, investiga desvio de dinheiro público em diversas obras, como a do Parque Aquático Maria Lenk, do Maracanã, e também de despoluição da Lagoa de Araruama, em Iguaba Grande.
"Baseado na delação premiada da Andrade Gutierrez, verificamos que havia muitas denúncias relacionadas a desvio, lavagem de dinheiro e obras superfaturadas. A partir das investigações, achamos necessário criar essa 'Lava Jato' específica para o Rio. Também investigamos o Sérgio Cabral", disse o Leandro Mitidieri, procurador da República no MPF.
De acordo com a publicação, cerca 100 policiais cumprem 20 mandados de busca e apreensão nesta quinta-feira. Somente no Rio, a Polícia Federal cumpre 5 mandados de busca e apreensão e 5 mandados de prisão preventiva.
"O que motivou a criação desta força tarefa foi que o volume de investigação relativo ao Rio é muito grande", afirmou o procurador da República no MPF, Leandro Mitidieri, lembrando que a Operação Lava Jato do Paraná, comandada por Sérgio Moro, irá cooperar com a "Lava Jato" do Rio.
O investigados poderão responder pelo crime de lavagem de dinheiro, formação de quadrilha, corrupção ativa e passiva, peculato, entre outros.

Cardozo diz que só "joga a toalha quando se perde"

Concluída essa fase, a previsão é que, na próxima semana, o colegiado interrogue a presidente afastada. Ela não é obrigada a comparecer, e Cardozo pode representá-la na sessão

© DR
Em entrevista no Palácio do Alvorada, nesta quinta-feira (30), o advogado da presidente afastada Dilma Rousseff no processo de impeachment, José Eduardo Cardozo, declarou, ao ser questionato se cogita "jogar a toalha", que "só se joga a toalha quando se perde".

Segundo informações do G1, a comissão do Senado concluiu as audiências com as testemunhas de defesa e de acusação que foram convidadas a prestar depoimento.
Concluída essa fase, a previsão é que, na próxima semana, o colegiado interrogue a presidente afastada. Ela não é obrigada a comparecer, e Cardozo pode representá-la na sessão.
"Nunca se perde a guerra antes da hora. Todos que defendem a democracia jamais perdoariam o advogado e a presidenta se eles jogassem a toalha antes da hora. Acredito na democracia, acredito que não poremos o país a um ridículo mundial por um impeachment com tamanha debilidade nas denúncias. Portanto, só se joga a toalha no momento em que se perde, e ainda há muito o que ser colocado", disse o ex-ministro da Justiça nesta quinta.
Nesta semana, o documento técnico apontou que há provas de que Dilma agiu diretamente na edição de decretos de crédito suplementar sem autorização do Congresso Nacional.
"Mesmo que fossem ilegais os decretos, mesmo que fosse correto uma punição retroativa, onde está o dolo? Há culpa? O que é culpa? O conceito jurídico é que quem tem culpa é quem age com imprudência e imperícia. Quem é o imprudente é o que sabe de uma coisa e faz", disse o ministro.
"A presidente não foi avisada [pelos técnicos que poderia ter irregularidades nos decretos]. Ela foi imprudente? Não. Foi imperita? Como? Todos os técnicos diziam que não havia problemas nos decretos. Ou seja, onde está a culpa? Não tem. É necessário dolo, má-fé e intenção de burlar a lei. Ou seja, culpa ela não tem. E a perícia não diz que tem crime ou que não crime. A partir da perícia, eu deduzo da perícia que está descaracterizado o dolo", completou o ex-ministro da Justiça.

Procurado pela PF, dono da Delta está em Ibiza, na Espanha

Cavendish é dono e ex-presidente da construtura Delta, suspeita de lavar R$ 307 milhões e de cometer irregularidades em obras do Dnit

© DR
Procurado pela Polícia Federal na operação Saqueador, deflagrada nesta quinta-feira (30), o empresário Fernando Cavendish está, segundo amigos, em Ibiza e deve voltar para o Brasil nesta segunda-feira (4).

Cavendish é dono e ex-presidente da construtura Delta, suspeita de lavar R$ 307 milhões e de cometer irregularidades em obras do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) e na construção do parque aquático Maria Lenk, usado no Pan de 2007.
Segundo a PF, a Delta realizou pagamentos a 18 empresas de fachada criadas pelo empresário Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, preso nesta quinta em Goiânia.
Nesta manhã, os agentes federais estiveram no apartamento de Cavendish, no Leblon, zona sul do Rio, mas não o encontraram.
Segundo amigos, Cavendish viajou à Espanha após participar no sábado (25) do casamento de Karinne Abrantes Pantazis -filha dos empresários Katia e Alexandre Pantazis, de Brasília- com Luiz Felipe Hernandez Guerra de Andrade na ilha de Míconos, na Grécia.
O matrimônio, com mais de 200 convidados, foi celebrado em uma cerimônia ortodoxa grega no Royal Myconian Collection. As passagens dos convidados brasileiros foram custeadas pela família do casal. Com informações da Folhapress.

Ministro do STF libera investigação sobre Dirceu no caso Celso Daniel

A defesa alegou que um depoimento sobre o mesmo caso, prestado por um dos irmãos do ex-prefeito, João Francisco Daniel, fora arquivado pelo próprio STF, ainda em 2002

© DR
O Supremo Tribunal Federal (STF) negou um pedido da defesa do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu para arquivar uma investigação da qual é alvo relacionada ao destino de supostas propinas desviadas da prefeitura de Santo André (SP), entre 1997 e 2001, quando a cidade era comandada por Celso Daniel (PT), assassinado em 2002.

A defesa alegou que um depoimento sobre o mesmo caso, prestado por um dos irmãos do ex-prefeito, João Francisco Daniel, fora arquivado pelo próprio STF ainda em 2002 pelo então ministro Nelson Jobim.
No entanto, o ministro Luiz Fux considerou que há novos indícios, como um flagrante que pegou um ex-assessor de Dirceu, Waldomiro Diniz, recebendo mala com dinheiro do bicheiro Carlinhos Cachoeira.
Segundo informações do G1, depoimentos apontam que Dirceu recebia valores desta forma enviados pelo também ex-ministro Gilberto Carvalho, que participaria do esquema em Santo André.
De acordo com a publicação, os ex-ministros do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Dirceu e Carvalho, sempre negaram os crimes e participação nos desvios.
"Eliminar a instrução preliminar em seu nascedouro significa tolher dos órgãos de persecução penal a sua tarefa precípua, qual seja, a de apurar o cometimento de infrações penais. Desse modo, não cabe, como pretende o Reclamante, antecipar para momento tão incipiente a discussão sobre a sua participação ou não nos fatos investigados, na medida em que ser-lhe-á oportunizado o contraditório acaso instaurada a ação penal", escreveu o ministro do STF.

Estados do Norte e Nordeste querem R$ 8 bi do governo federal

Os governadores pretendem ir juntos à Fazenda, na próxima quarta (6), para sensibilizar Meirelles

© Folhapress
Catorze Estados do Norte e Nordeste vão pedir ao governo federal repasse de R$ 8 bilhões, ainda neste ano, para compensar queda de receitas.

Em carta enviada nesta quinta (30), ao presidente interino, Michel Temer, e ao ministro Henrique Meirelles (Fazenda), os Estados argumentam que o Fundo de Participação dos Estados (FPE) vem registrando perdas desde 2011, quando ganhou força a política de renúncia fiscal sob Dilma Rousseff.
As renúncias ocorreram sobre impostos como o IPI (imposto sobre produtos industrializados), cuja receita é dividida com Estados e municípios.
Os governadores alegam que os Estados do Norte e Nordeste têm que ser tratados de maneira diferenciada na crise, pois suas economias são "menos dinâmicas" e estão sofrendo com mais intensidade com a recessão.
O principal argumento é que a taxa de desemprego Nordeste é a maior do país.
Os recursos transferidos pelo governo federal aos Estados por meio do FPE representam cerca de 75%, em média, das receitas dos Estados do Norte e 40% das no caso dos Estados do Nordeste.
Os governadores pretendem ir juntos à Fazenda, na próxima quarta (6), para sensibilizar Meirelles.
O pleito pretende contemplar Estados que não foram beneficiados pela renegociação das dívidas com a União, fechada na semana passada. Os maiores endividados estão no Sul e Sudeste, como Rio Grande do Sul, Rio, São Paulo e Minas. Os Estados do Norte e Nordeste, portanto, não ganhariam nada com o acordo, mas também relatam problemas para honrar compromissos. Com informações da Folhapress.

Governo tenta reduzir despesas com auxílio doença

O objetivo não é "retirar direitos" dos trabalhadores com problemas de saúde, diz ministro

© Folhapress
O ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, anunciou nesta quinta-feira (30) que o governo federal fará uma espécie de pente-fino nos auxílios doença concedidos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) para verificar a existência de eventuais irregularidades em trabalhadores afastados há mais de dois anos.

Segundo ele, os pagamentos do benefícios têm um custo anual de R$ 23 bilhões por ano, sendo que o montante de R$ 13 bilhões é pago apenas a pessoas licenciadas no período por problemas de saúde.
Ele explicou que será feita uma espécie de censo nesses casos para verificar se as pessoas continuam mesmo doentes ou se recebem o benefício por falta de perícia. Ele, ponderou, contudo, que o objetivo não é "retirar direitos" dos trabalhadores com problemas de saúde.
"Nós estamos adotando isso para diversos outros programas do governo federal para verificar a adequação entre os volumes dispendidos e a efetiva necessidade de recursos", disse.
Ele ressaltou que a iniciativa é um programa que ainda será inciado e que os detalhes serão anunciados mais para frente. "Não há necessidade de ninguém procurar o INSS. As pessoas serão comunicadas oportunamente para que agendem as perícias", disse.
O governo federal tem realizado pente-fino semelhante em programas sociais, como o Bolsa Família e o Minha Casa, Minha Vida, para verificar a existência de fraudes e irregularidades.
O ministro participou nesta quinta-feira (30) de encontro do presidente interino, Michel Temer, com entidades comerciais, no Palácio do Planalto.
Ele defendeu que as medidas de reajuste de benefícios e salários não irão impactar a política de ajuste fiscal adotada pelo governo interino.
Em discurso a representantes de entidades comerciais, o ministro defendeu o aumento médio de 12,5% nos benefícios do Bolsa Família e ressaltou que ele foi inferior à inflação acumulada dos últimos dois anos, uma vez que a última vez que ele sofreu reajuste foi em maio de 2014.
Segundo ele, mesmo assim, era necessário amenizar os efeitos inflacionários. "Nós optamos por não dar a integralidade da recomposição da inflação dentro da política de contenção de despesas. Não é possível manter essa população com recursos que foram corroídos pela inflação", disse. Com informações da Folhapress.

Operação mira grupo que movimentou R$ 1 bi com desmatamento no Pará

Participam da operação o Ibama, a Polícia Federal, o Ministério Público Federal e a Receita Federal, e ela se concentra no distrito de Castelo dos Sonhos, em Altamira (PA)

© Folhapress
Pelo menos 140 agentes de diversos órgãos deflagram nesta quinta-feira (30) operação para prender integrantes de uma quadrilha de desmatadores no Pará que teria movimentado R$ 1 bilhão ilegalmente nos últimos quatro anos, segundo dados da Receita Federal.

Na operação, batizada de Rios Voadores, por causa dos efeitos do desmatamento nas chuvas do país, os agentes cumprem 51 medidas judiciais: 24 prisões preventivas, 9 conduções coercitivas e 18 mandados de busca e apreensão em empresas e residências pertencentes aos investigados.
Participam da operação o Ibama, a Polícia Federal, o Ministério Público Federal e a Receita Federal, e ela se concentra no distrito de Castelo dos Sonhos, em Altamira (PA), além da cidade de Novo Progresso (PA). Há também ações nos Estados de São Paulo, Santa Catarina, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. O empresário José Junqueira Vilela Filho, considerado chefe da quadrilha, está sendo procurado.
Em 2014, o Ibama fez investigações que resultaram na Operação Kaiapó, contra desmatamento ilegal na Terra Indígena Menkragnoti, em Altamira. Após a denúncia de um grupo de índios, que eram acusados pelo desmatamento na região quando estavam tentando proteger a área, a polícia apreendeu 26 motosserras e três motocicletas, além do desmonte de 11 acampamentos de madeireiros, da prisão de 40 pessoas e da identificação do responsável pelo desmatamento da área de 14 mil hectares, o maior já identificado na região.
O Ibama emitiu multas de R$ 119 milhões contra integrantes da quadrilha que usava trabalhadores em situação de escravidão. A quadrilha atuava fazendo pequenos acampamentos para enganar a fiscalização por satélite.
Por causa disso, houve uma reformulação dentro dos órgãos que monitoram o desmatamento para evitar que a quadrilha usasse os dados para burlar a fiscalização. Mesmo assim, a quadrilha continuou agindo na área e usou várias formas para desmatar, entre elas fogo e uso de químicos desfolhantes, semelhantes aos usados pelas forças armadas americanas na Guerra do Vietnã, segundo o Ibama.
Os principais investigados e beneficiados com a prática criminosa eram protegidos por outros membros da organização que serviam como "testas de ferro". Mediante a falsificação de documentos e outras fraudes, pessoas de confiança dos cabeças da organização assumiam a propriedade da terra grilada. Segundo as informações da Polícia, eles preservam o nome dos reais autores do crime quando flagrados em fiscalizações do Ibama.
Os crimes investigados são: organização criminosa, falsificação de documentos, a prática, de forma reiterada e habitual, de desmatamento ilegal, ateamento de fogo e grilagem de terras públicas federais, na Amazônia brasileira, ocultação e dissimulação das vantagens econômicas obtidas. Com informações da Folhapress.

Erro de identificação fecha Base Aérea Militar nos EUA

Exercício militar é confundido com tiroteio

© Reuters
A Base Aérea de Andrews, situada em área próxima a Washington, capital dos Estados Unidos, informou nesta quinta-feira (29), em mensagem pelo Facebook, que o fechamento temporário da instalação militar, ocorrido nesta manhã, ocorreu por um “erro de identificação” no momento anterior ao início de exercícios de tiros dos militares, sem prévio aviso.

“Felizmente, não houve situação de risco de vida”, afirmou, na nota, o comandante da base, coronel Brad Hoagland. No momento em que detectaram o erro, os militares determinaram a suspensão de fechamento da base. Na nota, a base aérea confirmou que, no momento da operação, inspetores de rotina relataram a existência de um “atirador ativo” na área médica, o que provocou um chamado de socorro dirigido ao centro de operações do local.
A nota esclarece que a suposta ameaça estava localizada dentro do prédio e não fora. As primeiras informações - não oficiais - falavam da existência de um suposto homem  armado nas imediações do prédio.
“Tomamos todas as ameaças a sério e reagimos para garantir a segurança das pessoas na base”, disse o coronel Hoagland. E acrescentou: “Aplaudo a reação rápida dos nossos socorristas em manter a segurança da nossa família da Base Aérea de Andrews, que é prioridade número um.”
Em maio deste ano, a Base Aérea Andrews já tinha sido fechada depois que uma mulher -  alegando ter uma bomba amarrada ao peito - chegou ao centro de visitantes. A mulher foi presa e uma equipe de explosivos determinou que nela não havia nenhuma bomba. Com informações da Agência Brasil.

Tiroteio obriga o fechamento de base militar norte-americana

A base em questão está situada a pouco mais de 20 quilômetros da Casa Branca

© DR
De acordo com a agência Reuters, a base militar norte-americana Andrews, em Maryland, perto de Washington DC, foi fechada devido a um tiroteio no interior do edifício. As equipes médicas estão chegando ao local, afrmam relatos no Twitter.

O Departamento de Defesa dos Estados Unidos já confirmou que existe um atirador no interior das instalações militares e todo o staff foi aconselhado a manterem-se em locais seguros.
Ainda segundo a agência internacional, o alvoroço começou nas instalações médicas daquela base militar. No local já estão, além dos médicos de emergências, as autoridades responsáveis por este tipo de situações.
Refere-se ainda que a base em questão está situada a pouco mais de 20 quilômetros da Casa Branca, sendo que ali normalmente fica o avião do Presidente norte-americano, o Air Force One.
O alerta foi dado por volta das 09h00 locais (10h00 em Brasília), tendo a base militar sido desde logo encerrada.

Pelo menos 38 mortos e 40 feridos em atentado suicida em Cabul

Os talibãs reivindicaram o atentado num comunicado, tendo o seu porta-voz, Zabihullah Mujahid

© DR
Pelo menos 38 pessoas morreram e 40 ficaram feridas no atentado suicida de nesta quinta-feira (29) contra uma coluna de oito caravanas de jovens recrutas da polícia, num bairro na zona oeste de Cabul.

O atentado foi efetuado por dois talibãs suicidas que foram ao encontro dos ônibus e se fizeram explodir com uma diferença de cerca de cinco minutos.
O Presidente afegão classificou o ataque como "crime contra a humanidade" e ordenou ao Ministério do Interior que investigue se houve "negligência" dos responsáveis no transporte.
Os talibãs reivindicaram o atentado num comunicado, tendo o seu porta-voz, Zabihullah Mujahid, afirmado que o segundo atacante estava à espera que as autoridades chegassem para "recolher os mortos e feridos", para causar mais danos.
O comunicado situa o número de mortos em 150, mas os rebeldes exageram habitualmente o resultado das suas ações.
Segundo a agência noticiosa espanhola Efe, a instabilidade no país tem aumentado desde que a missão militar da NATO acabou em dezembro de 2014 e os talibãs desencadearam atentados mais frequentes e de maior dimensão nas grandes cidades.
A NATO vai manter cerca de 12 mil soldados até finais de 2016.
Os rebeldes controlam desde finais do ano passado quase um terço do território afegão, segundo dados do inspetor-geral dos Estados Unidos para a Reconstrução do Afeganistão.
Os Estados Unidos mantêm no Afeganistão cerca de 9.800 soldados em missões antiterroristas e de assessoria militar.

Prefeito do Rio transfere bairro do Flamengo para o Centro

O presidente de uma associação de moradores do bairro, disse ao jornal que eles teriam sido informados que uma errata seria publicada em breve

© DR
O prefeito do Rio de Janeiro decidiu tomar uma decisão polêmica. Em decreto assinado por ele, divulgado no Diário Oficial desta quarta (29), ele transferiu o tradicional bairro do Flamengo, na Zona Sul do Rio, para o Centro.

Segundo o Jornal Extra, a Casa Civil do município teria admitido um erro na publicação. O presidente de uma associação de moradores do bairro, disse ao jornal que eles teriam sido informados que uma errata seria publicada em breve, para corrigir a situação.
Na edição desta quinta (30), ainda não havia sido feita a retificação.

PMs e policiais civis receberão salário na próxima semana

Repasses foram feitos à Secretaria pelo governador em exercício Dornelles

© DR
Na próxima semana os policiais civis e militares do estado do Rio de Janeiro terão seus salários referentes aos meses de maio e junho na conta. De acordo com o Jornal o Dia, a promessa foi feita nesta quinta (30) pelo secretário de Segurança, José Mariano Beltrame.

Até o fim de julho, serão pagos também os Regimes Adicionais de Serviço, a hora extra dos policiais, que, ainda segundo O Dia, não é pago desde fevereiro.

Emissão de passaportes está temporariamente suspensa

Interrupção se deu por uma falha na máquina que imprime os documentos

© DR
A produção de passaportes pela Casa da Moeda está suspensa por falha nos equipamentos responsáveis pela emissão dos documentos. Segundo o G1, a interrupção engloba tanto passaportes comuns como os urgentes.

Leia na íntegra a nota emitida pelo órgão explicanto e lamentando a situação:
"A Casa da Moeda do Brasil (CMB) informa que, por conta de um problema num dos equipamentos, a produção dos documentos (comuns e de urgência) foi temporariamente interrompida. A empresa já solicitou a substituição da peça com defeito, que virá da Alemanha. A produção de passaportes deve ser retomada na próxima semana. Em paralelo, a CMB busca uma alternativa para agilizar a retomada da produção. A CMB se desculpa com a população por todos os transtornos."

Fazendeiro diz ter matado "chupacabra" na Ucrânia

Espécie do animal não foi identificada. Moradores da cidade de Ruskin acreditam que criatura era responsável pela matança de galinhas e pequenos animais na região

© Divulgação / CEN
Um agricultor da vila de Ruskin, na Ucrânia, afirma ter matada um "chupacabra" que estava matando galinhas e pequenos animais da região. O caso foi divulgada na última segunda-feira (27).

Ideintificado apenas como Ivan, o fazendeiro recebeu apoio de vizinhos após matar a criatura. "O chupacabra estava assombrando a cidade e eu o matei. Ele estava assustando os moradores da região há muito tempo", contou.
A responsável pelo Laboratório Regional de Medicina Veterinária, Valeriy Dopiryak, diz não conseguiu definir a espécie do animal.
"Parece uma raposa africana, mas os dentes, o pescoço, as orelhas e as patas são muito longas. Não podemos identificar a espécie do animal", disse ela ao jornal Metro.

MP-RJ pede prisão de homem que agrediu esposa

Crime foi denunciado pelo filho do casal no Facebook

© Reprodução
Joel Jorge Ribeiro teve a prisão pedida pelo Ministério Público do Rio, além de ter sido denunciado por agressão à sua companheira. O homem foi acusado pelo seu filho em um post no Facebook. O menino de 11 anos publicou a foto de sua mãe, Fabiana Boldrini, com o rosto machucado, após ter sido atacada pelo parceiro. As informações são site G1.

Até o final da tarde desta quarta (29), o post, publicado domingo (26), já tinha sido compartilhado por mais de 50 mil pessoas.
A promotora do caso, Ana Lúcia Melo, escreveu no texto da denúncia que "o comportamento do acusado não é compatível com o convívio social e que esta não foi a primeira vez que ele agrediu a mulher".
A agressão ocorreu na casa da família, no bairro de Ricardo de Albuquerque, Zona Norte do Rio de Janeiro. Fabiana teve lesões no rosto e no nariz.
Topo