segunda-feira, 10 de agosto de 2020

Psicóloga dá cinco dicas para ser feliz no mundo pós-pandemia

Cuide da sua saúde mental.

© DR
Já é sabido que o isolamento e o distanciamento social afetaram, de uma forma ou de outra a saúde mental da grande maioria. A psicóloga presente na plataforma Doctorino, Vera de Melo, lembra a importância de adotar certas atitudes, pensamentos e modos de vida que ajudem a ultrapassar esta situação. 


Para ajudar nessa busca, ela partilhou cinco conselhos com o Lifestyle ao Minuto:
Aceitar que nada é permanente salvo a mudança - há muito tempo, na Grécia Antiga, Heráclito havia dito que nada é permanente salvo a mudança. No entanto, esta ideia é difícil de entrar nas nossas vidas e ainda mais nas nossas mentes. Mas um inimigo invisível desprovido de vida entrou de repente nas nossas rotinas e tudo que dávamos como estável alterou-se e finalmente acreditamos na inevitabilidade da mudança. Não dê nada por garantido e tenha a humildade de agradecer o que tem e a ousadia de querer chegar mais além. Tenha em mente que nada é permanente.
Ser paciente - aprenda a tolerar a incerteza. Aceite que o que era para já, passou a ser para “um destes dias”. Assuma que, ainda que não tenha o controle sobre certas coisas, tem sempre o controle da forma como vai reagir à ausência desse controle. A paciência traz a calma para ver tudo com maior nitidez, para saber reagir, de forma acertada, racional e responsável. Ative-a, traga consigo a serenidade, inteligência e prudência. Lembre-se que não estamos numa corrida de 100 metros, mas sim numa maratona.
Seja perseverante - a perseverança na nova realidade permitirá enfrentar cada desafio, de forma a que o desistir não faça parte das suas intenções. Para começar defina uma meta clara. Sem meta, não há ação, e sem propósito, não há motivação. A positividade, o sentimento de eficácia e a segurança em si próprio são ingredientes básicos para alcançar conquistas. Pratique uma abordagem positiva. Pode, no entanto, parar para refletir e ter novas perspectivas, mas evite ficar estagnado, preso na teia do desanimo e descrença.
Aceitar a Vulnerabilidade: Um grito de coragem – alguém que admite a sua vulnerabilidade não tem receio de se expor, de se expressar de forma genuína, sincera, de correr riscos. A pessoa “despe-se” e revela a sua verdadeira essência. Sente-se mais forte, mais confiante em si mesma, com mais experiência, mas sobretudo maior capacidade de enfrentar dificuldades futuras. Desenvolve uma autoimagem de maior capacidade e força para lidar com futuras adversidades.
Foco nas soluções, não nos problemas – tudo aquilo em que se foca aumenta de importância. Parece uma verdade básica, mas se assim fosse rapidamente nos focaríamos nas coisas certas, neste caso, nas soluções e não nos problemas. Foque no que realmente é importante.
VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo