sexta-feira, 20 de agosto de 2021

Fernando de Noronha desiste de pulseirinha diferenciada para ricos e influencers

O projeto das pulseiras, batizado de "Um novo jeito de viver Noronha", foi desenvolvido pelo Sou Noronha, gerido pela plataforma digital Meep, em parceria com a administração da ilha e o PagSeguro

 

© Shutterstock


JOÃO PEDRO PITOMBOSALVADOR, BA (FOLHAPRESS) - O projeto de distribuição de pulseiras eletrônicas de pagamento para moradores e turistas no arquipélago de Fernando de Noronha, que previa uma diferenciação de cores dos dispositivos de acordo com o status e o valor que a pessoa gastaria, foi modificado após ter sido alvo de críticas.

O projeto das pulseiras, batizado de "Um novo jeito de viver Noronha", foi desenvolvido pelo Sou Noronha, gerido pela plataforma digital Meep, em parceria com a administração da ilha e o PagSeguro.

Ele foi apresentado em julho na sede da administração de Fernando de Noronha e tinha como objetivo superar um dos principais entraves para pagamentos na ilha: a instabilidade do sinal de internet e telefone na região.

Com as pulseiras, cada pessoa poderia depositar previamente o dinheiro e usá-lo a partir da pulseira sem a necessidade de conexão com a internet.

O projeto original apresentado previa cinco cores de pulseiras, de acordo com o valor depositado e o status dos portadores.

A de cor roxa seria distribuída para artistas e influencers, a preta iria para pessoas que depositassem mais de R$ 10 mil no sistema de pagamento, a azul seria para depósitos até R$ 10 mil. Também haveria uma pulseira cinza, exclusiva para moradores do arquipélago, e uma verde, rotativa, que deveria ser devolvida na saída da ilha.

A diferenciação das cores das pulseiras de acordo com a renda e com o status das pessoas gerou uma série de críticas na comunidade e nas redes sociais. A iniciativa foi vista como uma forma de segregação dos moradores e visitantes de acordo com a renda e o status.

Em nota, o Seu Noronha informou que a proposta de pulseiras eletrônicas separadas por categorias e cores era apenas uma ideia inicial e que ela não será implementada.
"Como as pulseiras estão em fase de produção, nenhum material foi distribuído a comerciantes ou usuários", informou.

A empresa definiu que serão apenas duas cores de pulseiras: uma cinza, específica para comerciantes, e uma verde, para moradores e turistas.

A pulseira específica para comerciantes, tem como objetivo facilitar ao turista ou morador identificar quem está habilitado para a venda de créditos.

VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo