quinta-feira, 14 de abril de 2022

Ucrânia: Rússia abre processos contra supostas torturas a soldados russos

No final do mês de março, a Rússia anunciou que iria investigar um vídeo que mostrava supostos maus-tratos contra soldados russos capturados na Ucrânia

© ARIS MESSINIS/AFP via Getty Images

O Comitê de Investigação da Rússia anunciou, esta quinta-feira, que vai iniciar processos criminais contra suposta tortura de militares russos por soldados ucranianos, revelou a agência de notícias Reuters. Em causa, diz a Rússia, está a “detenção ilegal” de soldados russos nas regiões de Zaporizhzhia e Mykolaiv.

“Os russos foram submetidos a violência física e tortura para os forçar a dar falsas explicações sobre as condições reais da suas detenções ilegais nas instalações do Serviço de Segurança da Ucrânia, bem como sobre a operação militar especial [da Rússia]”, afirmou o Comitê.

Citado em comunicado, o chefe do Comitê de Investigação, Alexander Bastrykin, revelou que foi também aberta uma investigação sobre os bombardeamentos contra civis na região separatista do Lugansk. 

Recorde-se que, no final do mês de março, a Rússia anunciou que iria investigar um vídeo que mostrava supostos maus-tratos contra soldados russos capturados na Ucrânia. O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, descreveu as imagens como “monstruosas” e afirmou que os responsáveis pela “tortura” deviam ser responsabilizados.

Nesta quinta-feira (14) marca o 50.º dia da invasão russa da Ucrânia. A ofensiva militar já matou cerca de dois mil civis, segundo dados apurados pela Organização das Nações Unidas (ONU), que alerta que o número real possa ser muito maior.

VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo