quarta-feira, 27 de julho de 2022

Mãe e bebê de 3 meses são achados mortos em SC; filho mais velho desaparece

Uma faca com sangue foi encontrada no imóvel e recolhida para perícia.

© Reprodução- Redes Sociais


(UOL/FOLHAPRESS) - Uma mulher de 23 anos e o filho de três meses foram encontrados mortos dentro de um apartamento, na manhã desta segunda-feira (25), em Blumenau (SC), a 152,8 km de distância de Florianópolis. Jéssica Mayara Ballock e Théo Pereira foram achados com golpes no pescoço, segundo o delegado Ronnie Esteves, responsável pela investigação. O outro filho do casal, de 1 ano e 10 meses, está desaparecido.

O marido de Jéssica, de 28 anos, é considerado o principal suspeito do crime e ainda não foi localizado -o nome dele não foi divulgado à imprensa.

Os policiais foram até o apartamento após receberem uma ligação, por volta das 10h, de que uma mulher estaria morta no local. Segundo o delegado, não foi feita referência ao bebê. Ao chegarem ao local, os agentes tiveram que arrombar a porta para ter acesso ao imóvel, já que ninguém respondeu.

"Havia bastante sangue no local. A casa estava toda fechada. E a mãe e o filho estavam num quarto, também trancado. A mulher estava no chão, na entrada do quarto, e foi encontrada primeiro. Só depois que foi localizado o bebê em cima da cama do casal", conta o delegado.

Uma faca com sangue foi encontrada no imóvel e recolhida para perícia. A polícia aguarda ainda o laudo de necropsia dos corpos sob responsabilidade do IML (Instituto Médico Legal).

Devido aos indícios no local, o delegado acredita que mãe e filho foram mortos entre a noite de sábado (23) e a madrugada de domingo (24). No sábado, a família foi até a casa do pai de Jéssica e só saiu à noite. Segundo o delegado, o suspeito não esboçou comportamento anormal.

O delegado não descarta a possibilidade de que a ligação feita ontem - avisando que uma mulher estava morta no apartamento - tenha partido do próprio suspeito.

Ainda não se sabe a motivação para o crime. O casal estava junto havia quatro anos, segundo relato do pai de Jéssica à polícia.

EM CASO DE VIOLÊNCIA, DENUNCIE

Ao presenciar um episódio de agressão contra mulheres, ligue para 190 e denuncie.

Casos de violência doméstica são, na maior parte das vezes, cometidos por parceiros ou ex-companheiros das mulheres, mas a Lei Maria da Penha também pode ser aplicada em agressões cometidas por familiares.

Também é possível realizar denúncias pelo número 180 -Central de Atendimento à Mulher- e do Disque 100, que apura violações aos direitos humanos.

Há ainda o aplicativo Direitos Humanos Brasil e através da página da Ouvidoria Nacional de Diretos Humanos (ONDH) do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH). Vítimas de violência doméstica podem fazer a denúncia em até seis meses.

VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo