quinta-feira, 29 de abril de 2021

Mãe de Henry disse ter se sentido culpada em troca de mensagens com o pai

 

Na mensagem, ela diz que está "colhendo" as suas escolhas

© Reprodução


SÃO PAULO, SP (UOL-FOLHAPRESS) - Monique Medeiros disse ter se sentido culpada pela morte do filho, Henry Borel, de 4 anos. Em uma troca de mensagens obtida pelo jornal O Globo, Monique conversa com o pai, o funcionário civil da Aeronáutica Fernando José Fernandes da Costa e Silva, dias após a morte do menino. Na mensagem, ela diz que está "colhendo" as suas escolhas.

"Devo merecer o que está acontecendo. Tudo foram escolhas minhas. Agora estou colhendo. Me sinto muito culpada", escreve às 1h18 do dia 15 de março. O pai, a quem a professora identifica como "papy", então responde: "Todos nós erramos".

A conversa segue e Monique diz: "Eu deveria ter colocado ele na cama dele que era mais baixa. Deveria ter dormido no quartinho dele com ele". E Fernando rebate: "Nada acontece se Deus não permitir."

De acordo com o jornal, Monique trocou 134 mensagens entre 13 e 24 de março com o pai. Já com a mãe, a também professora Rosângela Medeiros da Costa e Silva, foram trocadas 226 mensagens de texto, ligações e arquivos. Entre elas, há um diálogo ocorrido no dia anterior do sepultamento do neto, que aconteceu no Cemitério do Murundu, em Realengo.

Na mensagem, Rosângela escreve: "Dizia para o Henry que ninguém o amava mais que você. E eu lhe digo, ninguém a ama mais que eu. Quero estar com você. Não me deixe estar longe de você. Eu lhe peço. Vamos juntas despedir do Henry."
As mensagens para a mãe seguiram no dia 16 de março, quando Monique relatou estar indo para o escritório do advogado André França, que naquele momento representava o casal. De acordo com a publicação, Monique relata ter passado por "sete horas de interrogatório" no dia anterior, "fazendo um possível inquérito".

"Que Deus me ajude", diz. A mãe então responde: "Isso tudo vai passar. Foi o que eu lhe disse. Tem coisas que nós, mães não conseguimos evitar que o filho passe. Estou em oração por você e Deus escuta nossas orações."

Durante a conversa, Rosângela ainda diz: "Você foi a melhor mãe para o seu filho. Tenha certeza do que você foi e ele será sempre grato. Te amo e rezo sempre. Não tenha medo de nada. O que não foi feito ou da maneira que foi feito foi o seu entendimento como mãe. Mãe quer sempre educar mesmo que muitas vezes nos parece errado. Te amo. Isso tudo vai passar. Entregue a Deus a sua vida e espera a recompensa."

Henry morreu no dia 8 de março, no Rio de Janeiro. A mãe, Monique Medeiros, e o padrasto, o vereador Dr. Jairinho (sem partido), cujo mandato está sob cassação no Conselho de Ética da Câmara de Vereadores do Rio, estão sendo investigados pela polícia.

VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo