sábado, 27 de fevereiro de 2021

Brasil volta a somar mais de 65 mil casos. Morreram 1.337 pessoas em 24h

País contabiliza quase 253 mil mortos desde o início da pandemia.

© REUTERS/Sergio Moraes

O Brasil diagnosticou, nas últimas 24 horas, mais 65.169 casos positivos da Covid-19, aumentando para 10.455.630 os casos confirmados desde o início da pandemia, de acordo com a atualização feita nesta sexta-feira.

Bolsonaro diz que governador que 'fechar seu Estado' bancará auxílio emergencial

 

A fala ocorre no momento em que governantes locais estudam e adotam medidas de fechamento para combater a disseminação do vírus.

© Getty Images

Em meio ao aumento dos números da pandemia da covid-19 no País, o presidente Jair Bolsonaro disse nesta sexta, 26, que o governador que adotar medidas de restrição por conta da crise sanitária deverá bancar novas rodadas do auxílio emergencial.

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2021

Coronavac: 2,7 milhões de doses serão distribuídas no começo de março

 

Além de mais doses do Instituto Butantan, novos lotes da vacina AstraZeneca/Oxford estarão disponíveis ao PNI em março.

© Procuradoria pede justificativa para cancelamento da compra da Coronavac por Bolsonaro


Até o próximo domingo (28), o Ministério da Saúde espera receber mais 2,7 milhões de doses da Coronavac, do Instituto Butantan, prevendo a remessa das vacinas contra a covid-19 aos estados e ao Distrito Federal na primeira semana de março.

Lira é derrotado, e Câmara desiste de votar a jato proposta que amplia blindagem a deputados

 

Insatisfeito, Lira decidiu acatar a proposta de partidos de esquerda e de deputados contrários à tramitação acelerada e enviou a proposição para uma comissão especial.

© Getty Images

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Sob críticas da opinião pública, de ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) e de deputados, o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), recuou da intenção de tratorar a tramitação da PEC (Proposta de Emenda à Constituição) da imunidade parlamentar.

Alexandre suspende julgamento sobre imposto zero de Bolsonaro a armas importadas

 

Antes da suspensão, os ministros Edson Fachin, relator do caso, e Luís Roberto Barroso chegaram a juntar os votos no sistema. Ambos se manifestaram pela derrubada da medida.

© Pedro França/Agência Senado


O Supremo Tribunal Federal (STF) suspendeu nesta sexta-feira, 26, o julgamento sobre a resolução do governo Jair Bolsonaro para zerar a alíquota sobre importação de revólveres e pistolas.

Saída proposta para Pazuello opõe Bolsonaro ao Exército

 

A proposta surgiu após o aumento da pressão do centrão para retomar a pasta.

© Getty Images

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O presidente Jair Bolsonaro estuda o que considera uma saída honrosa para tirar o ministro Eduardo Pazuello da Saúde: promovê-lo a um grau hierárquico hoje inexistente no Exército.

PF pediu busca e apreensão na casa de Wajngarten, mas PGR foi contra

 

A PGR comandada por Augusto Aras, se manifestou contra a solicitação dos investigadores, que acabou não ocorrendo.

© Federação Israelita / Divulgação

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - De saída do comando da Secom (Secretaria de Comunicação Social) da Presidência da República, o empresário Fabio Wajngarten é investigado pela Polícia Federal no inquérito sobre financiamento e organização de atos antidemocráticos e chegou a ser alvo de um pedido de busca e apreensão no final de julho de 2020.

Após quebra de recorde de mortes por covid, Bolsonaro defende volta à normalidade

 

O chefe do Executivo afirmou que medidas de restrição "estão na contramão daquilo que o povo quer".

© Getty Images

Depois de o Brasil registrar recorde no número de mortes pela covid-19 em um dia, o presidente da República, Jair Bolsonaro voltou a defender nesta sexta-feira, 26, o retorno à normalidade no País. O chefe do Executivo afirmou que medidas de restrição "estão na contramão daquilo que o povo quer".

TCU requisita material sobre contratação de Moro por consultoria americana

 

A decisão atende a um pedido apresentado pelo subprocurador-geral junto ao Tribunal de Contas da União, Lucas Rocha Furtado

© Getty Images

O ministro Bruno Dantas, do Tribunal de Contas da União (TCU), deu o primeiro passo em uma apuração preliminar sobre a contratação do ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sérgio Moro pela consultoria americana de gestão de empresas Alvarez & Marsal. Dantas pediu a juntada de toda a documentação relacionada ao processo de escolha da multinacional como administradora da recuperação judicial da Odebrecht.

Boulos vira réu sob acusação de invadir tríplex ligado a Lula em Guarujá

 

O coordenador do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto) se tornou réu por causa do ato ocorrido em abril de 2018

© Reuters

SÃO PAULO, SP (UOL-FOLHAPRESS - A Justiça Federal recebeu a denúncia contra Guilherme Boulos (PSOL) e mais duas pessoas acusadas de invasão ao tríplex de Guarujá (SP) atribuído pela Lava Jato ao ex-presidente Lula.

Juiz proíbe entrevistas do hacker de Moro e Deltan

A Justiça avisou que qualquer nova entrevista ou vazamento de informações sobre o caso pode levar Walter Delgatti Neto de volta à prisão

© Reprodução


Alçado ao centro do noticiário em meados de 2019, quando foi preso pela Polícia Federal (PF) sob acusação de invadir e roubar mensagens de celulares de autoridades, Walter Delgatti Neto, o "Vermelho", deve ficar longe dos holofotes nos próximos meses.

Aprovado no Senado, Marco Legal das Startups frustra setor

 

O senador Carlos Portinho (PL-RJ), relator do projeto, defende que ambas as situações, por tratarem de questões tributárias, têm de ser modificadas a partir de iniciativa do Poder Executivo

© Depositphotos
Fonte: Agência Câmara de Notícias


O Senado Federal aprovou, na noite de quarta-feira, 24, o Marco Legal das Startups, que estabelece um ambiente regulatório facilitado para que empresas inovadoras consigam desenvolver suas operações no Brasil. O texto, modificado em relação ao aprovado na Câmara dos Deputados em dezembro, traz vários avanços, mas a sensação dos atores do ecossistema é de frustração porque não foram abordados pontos importantes que ajudariam a potencializar as normas que deverão virar lei.

Após atritos, presidente do BB avisa Bolsonaro que não quer mais seguir no cargo

 

Após desavenças em janeiro com Brandão, Bolsonaro manifestou interesse em trocá-lo do cargo, mas não pretendia fazê-lo agora.

© Google

O RASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) foi informado na quinta-feira (25) que o presidente do Banco do Brasil, André Brandão, não pretende seguir no cargo.

IR: acaba hoje prazo para empresas entregarem informes de rendimentos

 

O prazo para entrega da declaração é de 1º de março a 30 de abril e os contribuintes já podem baixar o programa de preenchimento na página da Receita na internet.

© Marcello Casal Jr. / Agência Brasil


Empresas têm até esta sexta-feira (26) para fornecer os comprovantes de rendimentos do ano passado a seus funcionários. O documento é necessário para a declaração do Imposto de Renda de 2021, ao ano-base 2020, e traz as informações sobre o total dos rendimentos obtidos pelo trabalhador no ano passado e o Imposto de Renda Retido na Fonte no mesmo período.

País tem taxa de informalidade de 39,5% no trimestre até dezembro, mostra IBGE

 

Em apenas um trimestre, mais 2,391 milhões de pessoas passaram a atuar como trabalhadores informais

© Pixabay


O País alcançou uma taxa de informalidade de 39,5% no mercado de trabalho no trimestre até dezembro de 2020, com 34,029 milhões de trabalhadores atuando na informalidade, segundo os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), apurada pelo Instituto Brasileiro de Economia e Estatística (IBGE).

INSS suspende prova de vida de aposentados e pensionistas até abril

 

A medida de suspensão da obrigatoriedade já havia sido anunciada pelo presidente do órgão

© Processos do INSS respondem por quase metade dos valores

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) publicou hoje (26) no Diário Oficial da União (DOU) a portaria que suspende até abril a obrigatoriedade de aposentados e pensionistas fazerem a prova de vida, com o calendário de retomada do procedimento.

Dívida pública bate recorde e alcança 89,7% do PIB mesmo sem gastos emergenciais

O endividamento do governo cresceu 0,5 ponto percentual em janeiro em relação ao mês anterior e alcançou 89,7% do PIB

 

© Getty

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Mesmo com a interrupção dos gastos emergenciais, a dívida pública ainda sofre impacto da crise gerada pela pandemia do novo coronavírus. O endividamento do governo cresceu 0,5 ponto percentual em janeiro em relação ao mês anterior e alcançou 89,7% do PIB (Produto Interno Bruto).

Topo