terça-feira, 30 de novembro de 2021

Arminio Fraga diz que aceitaria ser ministro da Fazenda em novo governo

Fraga, que é sócio da Gávea Investimentos, fez críticas à falta de liderança do presidente Jair Bolsonaro na condução das reformas.

© Reuters

O economista Arminio Fraga, ex-presidente do Banco Central (BC), disse nesta terça-feira, 30, que aceitaria voltar ao governo federal como ministro da Fazenda. Mas, segundo ele, isso dependeria de algumas condições. Entre elas, haver apoio na condução da agenda econômica. Fraga, no entanto, não deixou claro em qual governo toparia entrar.

STF julga foro privilegiado de Flávio Bolsonaro no caso das rachadinhas

O caso foi pautado pelo ministro Kassio Nunes Marques - indicado por Bolsonaro à corte - após permanecer um ano na fila para julgamento e ser retirado de pauta quatro vezes



A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal decide na tarde desta terça-feira, 30, os rumos da investigação sobre as rachadinhas no gabinete do senador Flávio Bolsonaro à época em que ocupava uma cadeira na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro. O colegiado vai debater dois processos relacionados ao caso - um recurso do Ministério Público fluminense contra decisão que garantiu foro privilegiado ao filho mais velho do presidente Jair Bolsonaro e ainda um pedido da defesa do parlamentar para que as apurações sejam arquivadas.

Voto de Rogério Carvalho a favor das emendas de relator foi muito grave, diz Gleisi

Petistas têm cobrado internamente e nas redes sociais alguma punição a Carvalho

© Reuters


SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O voto do senador Rogério Carvalho (PT-SE) a favor das emendas de relator na noite de segunda-feira (29) foi recebido criticamente no partido. O posicionamento do parlamentar foi decisivo para a aprovação da matéria no Senado.

Lula sobre Alckmin: 'Quero construir uma chapa para ganhar as eleições'

Em entrevista para a rádio Gaúcha FM nesta terça-feira, 30, o petista afirmou que ambos estão buscando construir um acordo

© Getty

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva reforçou a hipótese de ter Geraldo Alckmin (de saída do PSDB) na vice de sua chapa presidencial em 2022 e disse que aguarda a definição do novo partido do ex-governador para avançar nas negociações. Em entrevista para a rádio Gaúcha FM nesta terça-feira, 30, o petista afirmou que ambos estão buscando construir um acordo.

Aras quer barrar investigação contra Esteves e Campos Neto por insider trading

O pedido de apuração, feito pela Associação Brasileira de Imprensa, está relacionado a áudio em que o dono do BTG afirmou que Campos Neto teria lhe consultado, por telefone, sobre o limite para redução da taxa de juros, a Selic

© Getty

O procurador-geral da República, Augusto Aras, se manifestou nesta terça-feira, 30, ao Supremo Tribunal Federal, pelo arquivamento da notícia-crime que solicitava a investigação do banqueiro André Esteves e o presidente do Banco Central Roberto Campos Neto por suposto crime de insider trading.

Justiça determina que Ciro entregue imóvel leiloado a Eunício Oliveira

O imóvel leiloado está localizado em Fortaleza e foi avaliado em R$ 409.647,90 pela empresa Megaleilões, que realizou o pregão.

© Nacho Doce/Reuters

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O TJ-SP (Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo) determinou que Ciro Gomes (PDT) entregue um apartamento arrematado em leilão pelo ex-presidente do Senado Eunício Oliveira (MDB), um dos principais adversários políticos do ex-ministro no Ceará.

Bolsonaro assina ficha de filiação ao PL e sela casamento com Centrão

A entrada na legenda comandada por Valdemar Costa Neto, ex-deputado federal condenado e preso no escândalo do mensalão, sela o casamento do presidente, eleito em 2018 na esteira da antipolítica, com o Centrão

© Getty


Após dois anos sem partido e meses de tratativas, o presidente Jair Bolsonaro assinou nesta terça-feira, 30, sua filiação ao PL e, agora, já tem sigla para disputar a reeleição em 2022. A entrada na legenda comandada por Valdemar Costa Neto, ex-deputado federal condenado e preso no escândalo do mensalão, sela o casamento do presidente, eleito em 2018 na esteira da antipolítica, com o Centrão.

'Guerra política prejudica', diz Guedes, sobre retomada da economia

Ressaltando avanços, Guedes disse que "colocar a economia em pé novamente" foi "muito difícil" e criticou o jogo político

© Getty

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta terça-feira, 30, que a economia "voltou em V" e que os investimentos estão retornando. Ressaltando avanços, Guedes disse que "colocar a economia em pé novamente" foi "muito difícil" e criticou o jogo político.

Governo pede devolução de auxílio emergencial recebido indevidamente

Estão entre os alvos da ação, trabalhadores que declararam o Imposto de Renda Pessoa Física e foram notificados para fazer a restituição do auxílio emergencial, mas ainda não efetuaram o pagamento

© Shutterstock


O Ministério da Cidadania envia até esta terça-feira (30) mensagens de celular (SMS) orientando a devolução voluntária de recursos recebidos indevidamente do auxílio emergencial, além de denúncia de fraudes. 

Para presidente do BC, Brasil foi 'razoavelmente bem' no biênio 2020-2021

Campos Neto destacou que a grande parte dos pares emergentes já está próxima do nível pré-pandemia

© Reuters


O presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, disse nesta terça-feira que o Brasil se saiu "razoavelmente bem" no biênio 2020-2021. Em evento organizado pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban), Campos Neto destacou que a grande parte dos pares emergentes já está próxima do nível pré-pandemia.

Governo está confiante que aprova PEC com 14 ou 15 votos na CCJ, diz Bezerra

Se todos os 27 titulares votarem, por exemplo, são necessários no mínimo 14 votos a favor

© EBC


O líder do governo e relator da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) dos Precatórios no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), disse estar confiante na aprovação da medida com 14 ou 15 votos favoráveis no colegiado. O cálculo representa um placar apertado.

Uso de cartões cresceu cerca de 22% na Black Friday

Os dados foram colhidos, no período de 25 e 26 de novembro, pela Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs)

© Reuters


Compras com cartões de crédito, débito e pré-pago podem ter superado R$ 28 bilhões na Black Friday deste ano no Brasil, crescimento de aproximadamente 22% em comparação com 2020. Os dados foram colhidos, no período de 25 e 26 de novembro, pela Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs).

Desemprego recua em 20 das 27 unidades da Federação entre o 2º tri e o 3º tri

No total do País, a taxa de desocupação era de 12,6%

© Shutterstock


A taxa de desemprego teve um recuo estatisticamente significativo em 20 das 27 unidades da Federação na passagem do segundo para o terceiro trimestre, segundo os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Rio suspende vacinação contra gripe por falta de doses

A Secretaria Municipal de Saúde informou que novas doses devem chegar hoje à noite ao estado e, com isso, espera retomar a imunização contra a doença amanhã (1º) à tarde.

© Getty Images


O município do Rio de Janeiro suspendeu hoje (30) a vacinação contra a gripe, devido à falta de imunizante em algumas unidades de saúde. A Secretaria Municipal de Saúde informou que novas doses devem chegar hoje à noite ao estado e, com isso, espera retomar a imunização contra a doença amanhã (1º) à tarde.

Índia promete mais vacinas contra covid à África após anúncio chinês

Índia e China têm laços estreitos com muitos países africanos, mas Pequim injeta muito mais dinheiro na região e na segunda-feira prometeu investir outros US$ 10 bilhões

© Getty

A Índia está pronta para enviar mais vacinas contra a covid-19 à África "rapidamente" para ajudar a enfrentar a variante Ômicron, disse o governo do país entre segunda e esta terça-feira, depois que a China prometeu 1 bilhão de doses ao continente.

UE estima aprovar vacina contra nova variante da covid em 3 a 4 meses

Em fevereiro, a EMA emitiu uma nova diretriz para acelerar o processo de aprovação para farmacêuticas que modificam suas vacinas contra covid-19 para proteger as pessoas de novas variantes

© Shutterstock


A Agência Europeia de Medicamento (EMA) disse nesta terça-feira (30) que poderia aprovar vacinas adaptadas para a variante Ômicron do coronavírus dentro de três a quatro meses, se necessário, mas que as vacinas existentes continuarão a oferecer proteção.

Topo