domingo, 7 de fevereiro de 2021

Dores nas articulações são um alerta para artrite e artrose

A artrite reumatoide é uma das doenças inflamatórias que ataca as articulações

© iStock

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Dores nas articulações podem acometer idosos, adultos, atletas e até crianças. A palavra "artrite", popularmente usada como nome de doença, é um termo genérico que significa "inflamação das articulações". É comum que as pessoas confundam os termos "artrite" e "artrose", já que há semelhança não só nas palavras, mas também em alguns sintomas de duas doenças que são distintas.


A artrite reumatoide é uma das doenças inflamatórias que ataca as articulações.

"É uma doença autoimune, ou seja, o próprio sistema imunológico ataca a membrana que reveste o interior da articulação, o que causa dor, inchaço, vermelhidão e muita rigidez no local", explica o reumatologista da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo, Levi Jales Neto.


Outro sintoma marcante é a dor em repouso e a rigidez matinal, principalmente nas articulações das mãos e do punho. "Diferente de uma tendinite, em que a dor aparece ao final do dia depois da movimentação das mãos, o paciente com artrite reumatoide já acorda com as mãos rígidas e doloridas", complementa o médico.


Essa dor matinal não passa rapidamente. Segundo a reumatologista do Hospital Santa Catarina, Dra. Jaqueline Barros Lopes, a rigidez matinal causada pela artrite reumatoide costuma durar mais de uma hora. "Existe também uma simetria nas inflamações, então, se ela acometer o indicador esquerdo, por exemplo, também irá afetar o direito", explica.


A artrose, por sua vez, é um termo popular para a osteoartrite. A osteoartrite é uma doença degenerativa, na qual há o desgaste da cartilagem, que é o tecido que evita que um osso se choque no outro. Esse desgaste ocorre principalmente nas mãos, joelhos, quadril e coluna.


Além do desgaste das cartilagens, as estruturas ósseas próximas também sofrem alterações. "Na tentativa de compensar a falta de cartilagem, os ossos ficam mais resistentes e surgem os osteófitos, popularmente chamados de bico de papagaio", conta Levi Jales Neto.


Por esse motivo, as dores nas articulações também são sintomas da artrose. No entanto, diferente da artrite reumatoide, não há sintomas tão intensos de inflamação, como inchaço, vermelhidão e calor. Outra diferença é que, na artrose, a rigidez articular melhora em poucos minutos e a dor se intensifica com a movimentação, já que sobrecarrega as estruturas que estão desgastadas.


A artrose atinge pessoas com articulações sobrecarregadas, seja pelo excesso de peso, pela idade avançada ou pela prática constante de esportes de impacto, como futebol e corrida. Já a artrite reumatoide é muito incidente em mulheres na faixa dos 40 anos, podendo, no entanto, se manifestar em qualquer faixa etária ou sexo, inclusive crianças.


Excesso de peso piora quadro de artrite e artrose "Controlar o excesso de peso é fundamental para o tratamento de ambas as doenças", conta a professora titular de reumatologia da FMUSP, Rosa Maria Pereira. O desgaste da cartilagem causado pela artrose e as inflamações da artrite reumatoide potencializam-se em pessoas acima do peso, já que a sobrecarga nas articulações é maior.


"É comprovado cientificamente que a gordura é um tecido inflamatório", explica a reumatologista do Santa Catarina, Dra. Jaqueline Barros Lopes. "Então, quanto mais gordura no corpo, mais inflamado ele pode ficar."


O exercício físico é um fator fundamental no tratamento da artrite e da artrose. Exercícios de fortalecimento muscular e práticas como fisioterapia e pilates são recomendadas aos pacientes que sofrem com as doenças.


Na artrite reumatoide, o tabagismo também está associado com a piora do quadro da doença. Por isso, não fumar e manter um estilo de vida saudável são importantes ações preventivas.

"Além de tudo isso, é importante procurar um reumatologista logo nos primeiros sinais de dores nas articulações para não perder tempo no diagnóstico e no início do tratamento", defende Jaqueline.

ARTRITE REUMATÓIDE

Doença autoimune crônica que inflama as articulações

Sintomas:

- Dor, inchaço, calor e vermelhidão nas articulações
- Dor em repouso
- Rigidez matinal, que costuma persistir por mais de uma hora
Simetria nas inflamações (se dói o indicador esquerdo, o direito costuma doer também)Locais acometidos- Principalmente mãos, punhos e pés.

Perfil mais atingido pela doença:

- Mulheres na faixa dos 40 anos, mas pode se manifestar em qualquer idade ou sexo, inclusive em crianças

Tratamento:

- Uso de anti-inflamatórios e medicamentos modificadores do curso da doença, em sua maioria imunossupressores
- Também se recomenda fisioterapia e exercício físico

Fatores que intensificam os sintomas:

- Tabagismo, excesso de peso e atividades físicas de impacto ou sobrecarga

OSTEOARTRITE (ARTROSE)

Doença degenerativa que desgasta a cartilagem

Sintomas:

- Dor nas articulações, mas sem sintomas intensos de inflamação como inchaço, calor e vermelhidão
- Dor ao se movimentar
- A rigidez matinal das articulações, diferente da artrite, melhora em poucos minutos com a movimentação
- Rangidos e crepitações nas juntas

Locais acometidos:

- Mãos, joelhos, quadril e coluna

Perfil mais atingido pela doença:

- Pessoas com excesso de peso, mais velhas (acima dos 40 anos) ou atletas de esportes como futebol e corrida

Tratamento

- Fisioterapia, fortalecimento muscular, perda de peso e analgésicos para alívio da dor
- Em casos mais avançados, é necessária intervenção cirúrgica

Fatores que intensificam os sintomas

- Excesso de peso e atividades físicas de impacto ou sobrecarga

(Fontes: Levi Jales Neto, reumatologista da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo; Jaqueline Barros Lopes, reumatologista do Hospital Santa Catarina, e Rosa Maria R. Pereira, professora titular de Reumatologia da FMUSP)

VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo