segunda-feira, 8 de fevereiro de 2021

Um caso de Ebola é registrado no leste da República Democrática do Congo

 

O Ebola transmite-se por contato direto com sangue ou outros fluidos e secreções corporais de pessoas ou animais infectados

© Lusa

Uma mulher infectada pelo vírus Ébola morreu no leste da República Democrática do Congo (RDC), anunciou o ministro da Saúde, Eteni Longondo, que evocou um ressurgimento do vírus no país.

"Temos mais um episódio de doença pelo vírus Ebola no leste", perto da cidade de Butembo, no Kivu-Norte, disse o ministro à televisão estatal, RTNC.

"Trata-se de uma agricultora, mulher de um sobrevivente da doença do vírus Ebola, que a 01 de fevereiro apresentou os sinais típicos desta doença", precisou.

O ministro apelou à população de Butembo que não "entre em pânico", assegurando que "a resposta está organizada", que "uma equipe chegará amanhã" [segunda-feira] ao local e que pessoal adicional será enviado de Kinshasa nos próximos dias.

Este caso ocorre cerca de três meses depois de, a 18 de novembro, a RDC ter anunciado o fim do 11.º surto de Ebola no país, que matou 55 pessoas e infectou outras 150, segundo números oficiais.

Na altura tinham decorrido cerca de cinco meses desde que, em finais de junho, fora declarado extinto o 10.º surto, que assolava desde agosto de 2018 três províncias do norte do país e provocou a morte a 2.280 pessoas, segundo números da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Esse surto foi o mais grave no país e o segundo mais grave no mundo, depois da epidemia de Ebola que assolou a África ocidental entre 2014 e 2016, com 11.300 mortos e mais de 28.500 casos de infecção.

O Ebola transmite-se por contato direto com sangue ou outros fluidos e secreções corporais de pessoas ou animais infectados. O vírus provoca febre hemorrágica e pode alcançar uma taxa de mortalidade de 90%.

VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo