quinta-feira, 1 de abril de 2021

Congestionamento de embarcações continua no Canal do Suez

 

A Leth indicou que 127 navios esperam passagem na entrada pelo Mar Vermelho e 122 na costa de Port Said, no Mediterrâneo

© Lusa

O congestionamento do Canal do Suez devido ao encalhe do porta-contentores "Ever Given" ainda não está resolvido quase três dias depois do navio voltar a navegar e hoje quase 250 embarcações aguardavam para atravessar a via.

Segundo a empresa de serviços logísticos Leth Agencies, 249 embarcações esperavam poder atravessar hoje a importante via marítima, por onde passa cerca de 10% do comércio marítimo mundial e 25% dos contentores.

A Leth indicou que 127 navios esperam passagem na entrada pelo Mar Vermelho e 122 na costa de Port Said, no Mediterrâneo.

A previsão é que 87 embarcações atravessem hoje o canal, número semelhante ao do dia anterior, referiu a agência de noticias espanhola EFE.

O "Ever Given" esteve quase uma semana atravessado no Canal do Suez, impedindo a circulação na via, tendo sido desencalhado nesta segunda-feira.

Nesse dia, o presidente da Autoridade do Canal do Suez, Osama Rabie, estimou em "três dias ou três dias e meio" o prazo necessário para se restabelecer a navegação marítima, mas na quarta-feira estendeu o prazo até sexta-feira ou sábado.

Maersk, a principal empresa de navegação que opera no Suez, calculou que o congestionamento poderá levar "seis dias ou mais" a se resolver.

O Presidente do Egito, Abdel Fattah al-Sissi, prometeu na terça-feira que o país vai adquirir equipamento adequado para evitar a repetição do incidente que bloqueou a via, considerando que "a crise mostrou a que ponto o canal é importante para o mundo".

Segundo a Autoridade do Canal do Suez, o Egito perdeu entre 12 milhões e 15 milhões de dólares  por cada dia que esteve encerrada a passagem, que encurta em vários dias a viagem marítima entre a Ásia e a Europa.

VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo