quinta-feira, 15 de abril de 2021

Suécia enfrenta escassez de esperma devido à pandemia da Covid-19

Mulheres precisam esperar cerca de 30 meses para poderem iniciar processo

© iStock

A Suécia está enfrentando uma escassez de esperma destinada a tratamentos de fertilidade devido à pandemia da Covid-19.

De acordo com a Reuters, além das inseminações terem sido interrompidas, muitos dos doadores têm evitado hospitais com medo de apanhar o novo coronavírus

Todos aqueles que querem agora iniciar uma família na Suécia, e que não o podem fazer por uma forma natural, terão que esperar cerca de 30 meses para fazer o sonho acontecer. Antes da pandemia, a lista de espera era de seis meses.

O sistema nacional de saúde está pedindo que todos os doadores ou homens que o queiram ser se dirijam aos locais próprios para fazer a doação.

Um dos casais que está desesperado com esta “longa espera” é Elin e o marido. A professora de matemática, de 28 anos, admitiu à Reuters que o fato de “não ter uma data clara sobre o tratamento tem gerado muita ansiedade”.

Recorde-se que a fertilização, na Suécia, é gratuita. 

VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo