quinta-feira, 17 de outubro de 2019

Há uma idade exata para encontrarmos o nosso grande amor

Pesquisadora britânica desenvolveu uma teoria matemática que aponta que todos podemos encontrar a paixão verdadeira entre os 27 e 35 anos

@DR
Para muitos encontrar o amor não é fácil e o desapontamento é mais que uma constante. Traições, desilusões ou fins de relacionamentos levam muitos a pensar se algum dia irão encontrar a tão falada ‘alma gêmea’.


Para desvendar esse mistério, a matemática Hannah Fry realizou diversas experiências e concluiu que todos podem encontrar o verdadeiro amor entre os 27 e 35 anos, como publicou o jornal The Guardian.
No livro "The Mathematics of Love" (‘A Matemática do Amor’), a professora da Universidade College London, no Reino Unido, revelou como equações e algoritmos ajudam na busca pelo par ideal. 
Como encontrar a alma gêmea?
De acordo com a investigadora, para encontrar o ‘par ideal’, devemos rejeitar 37% dos primeiros relacionamentos da nossa vida amorosa. Traduzindo, devemos acabar com uniões afetivas formadas antes dos 27 anos.
Após essa idade, e segundo a teoria, o ‘truque’ é escolher casar com a próxima pessoa que pareça ser melhor do que todas as anteriores, ignorando os pares do passado e os que poderiam ser formados no futuro.
Hannah garante que, matematicamente, esta é a melhor forma de potencializar as chances de encontrar um amor perfeito entre os 27 e 35 anos.
Precisão da teoria
Com o intuito de validar a descoberta, Fry procurou saber se existiam na natureza outras espécies que se comportavam de forma semelhante à sua teoria, observando que alguns peixes também rejeitam 37% dos primeiros pares que encontram no período temporal de reprodução.
Entretanto, por mais que existam cálculos matemáticos e evidências comportamentais noutras espécies, a teoria não tem 100% de precisão. Segui-la pode maximizar as chances de ter sucesso no amor, mas não devemos ignorar a possibilidade de encontrarmos o amor de outras formas.
 VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo