segunda-feira, 5 de outubro de 2020

Bandidos invadem TRE e banco no Piauí e explodem caixas eletrônicos

O vigilante do edifício, localizado no bairro Cabral, relatou à Polícia Militar que foi rendido por dois criminosos armados, que lhe mandaram liberar a entrada de mais três pessoas

 

© null

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - O Piauí teve dois assaltos com explosão de caixas eletrônicos e reféns na madrugada deste domingo (4). Um aconteceu na sede do TRE-PI (Tribunal Regional Eleitoral), em Teresina, e o outro em uma agência do Banco do Brasil em Miguel Alves, município a cerca de 100 km da capital.

O roubo ao TRE foi registrado por volta das 5h30. O vigilante do edifício, localizado no bairro Cabral, relatou à Polícia Militar que foi rendido por dois criminosos armados, que lhe mandaram liberar a entrada de mais três pessoas.

O grupo então explodiu parte do prédio, incluindo caixas eletrônicos, e fugiu em uma Hilux branca levando dinheiro e a arma e o colete do vigilante. A PM afirmou que foi acionada e "empreendeu diligências no sentido de prender os criminosos".

Menos de três horas antes, por volta das 3h, cerca de dez bandidos armados foram até um bar em Miguel Alves, renderam reféns e os fizeram andar até um Banco do Brasil a 700 metros de distância. Um vídeo divulgado pelo site G1 mostra várias pessoas correndo e caminhando pela rua com as mãos na cabeça.

Chegando lá, o bando explodiu caixas eletrônicos e deixou a agência completamente destruída, afirma a polícia, que foi acionada quando o alarme disparou, às 3h17. Eles fugiram em dois carros levando cinco reféns e trocaram tiros com policiais, segundo a corporação.

As pessoas foram liberadas logo depois, na saída da cidade, e os carros foram queimados. Um artefato explosivo não foi detonado e ficou dentro da agência –a PM não informou se ele já foi retirado. "As equipes da Polícia Militar estão em diligências com o objetivo de localizar os acusados. A Polícia Civil foi informada sobre o crime e vai realizar as devidas investigações afim de identificar os acusados", informou a corporação em nota.

Nas redes sociais, uma moradora da região relatou o clima de pânico. Ela disse que ouviu barulhos de tiros por 20 minutos, uma explosão que "tremeu a casa toda" e depois mais tiros e gritos por cerca de 40 minutos.

"Acabaram de assaltar o banco aqui do lado de casa. Eu nunca senti tanto medo em toda a minha vida. Eu tava literalmente escondida debaixo da cama enquando os tiros pipocavam aqui na frente de casa", escreveu.

A reportagem não conseguiu contato com a Polícia Federal, que deve investigar o caso de Teresina, nem com o TRE-PI.

VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo