segunda-feira, 19 de outubro de 2020

Arqueólogos descobrem desenho de gato com 2 mil anos nas dunas do Peru

Desenho foi encontrado nas célebres Linhas de Nazca, que são compostas por centenas de geóglifos.


© DR

Os arqueólogos peruanos fizeram mais uma surpreendente descoberta nas célebres Linhas de Nazca, no Peru, que são compostas por centenas de geóglifos - figuras de grandes dimensões, que se tornam visíveis. Trata-se de um gato com 37 metros de comprimento, que terá sido desenhado entre 200 a.C e 100 a.C.

Segundo indicou o Ministério da Cultura peruano, a representação do felino, feita através da escavação de terra e pedras, deixando o solo exposto a contrastar com a restante área, "estava quase desaparecendo, porque está situado numa colina muito afetada pelos efeitos da erosão natural".

O gato foi descoberto na semana passada, estando os arqueólogos agora trabalhando para preservar o local e o desenho milenar. As linhas, esclarecem, têm entre 30 a 40 centímetros de largura.

Johny Islaarqueologista-chefe do Peru, disse, citado pela agência Efe, que acredita existirem mais desenhos "para serem descobertos", algo que é agora facilitado pelo "uso de drones", que permite a captação de fotografias a elevada altitude.

© Reprodução Ministério da Cultura do Peru

As linhas têm entre 30 a 40 centímetros de largura.

Descobertas em 1927 e reconhecidas como Património Mundial da UNESCO desde 1994, as Linhas de Nazca, com mais de dois mil anos de antiguidade, são representações de figuras de diferentes complexidades, que vão desde simples linhas até imagens de animais e plantas, no deserto de Nazca, no Peru, a 400 quilômetros a sul de Lima. 

Conforme pode ver na galeria acima, já foram encontrados geóglifos de vários tipos, muitos com aparência zoomórfica, como macacos, pássaros ou até uma orca.


VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo