quarta-feira, 24 de fevereiro de 2021

SARS-CoV-2: Estudo revela que vírus sobrevive três dias em tecido

 

Três dos tecidos mais frequentemente usados ​​por profissionais de saúde no exercício da profissão representam um risco significativo de transmissão do vírus

© Reuters

Um estudo da De Montfort University, em Leicester, alerta que o vírus que causa a Covid-19 pode sobreviver em tecidos usados até três dias, segundo a BBC.


Os pesquisadores testaram um modelo semelhante ao coronavírus em poliéster, poli-algodão e 100% algodão.

A experiência foi realizada adicionando gotículas do vírus aos tecidos. Depois, foi medida a estabilidade do mesmo em cada material por 72 horas.

Os resultados mostraram que o poliéster apresenta o maior risco de transmissão, com o vírus ainda presente após três dias e com a capacidade de se transferir para outras superfícies. No algodão 100%, o vírus permaneceu durante 24 horas, enquanto que no poli-algodão, o vírus sobreviveu apenas seis horas.

"Quando a pandemia começou, havia muito pouco conhecimento de quanto tempo o coronavírus poderia sobreviver em tecidos", explicou a microbiologista e líder do estudo, Katie Laird. "As nossas descobertas mostram que três dos tecidos mais frequentemente usados ​​na área da saúde representam um risco de transmissão do vírus. Se enfermeiros e outros profissionais de saúde levarem os seus uniformes para casa, eles podem deixar rastro do vírus em outras superfícies”, acrescentou.

O estudo também analisou o método de lavagem mais confiável para remover o vírus do tecido 100% algodão. O vírus foi completamente eliminado quando o detergente foi usado e a temperatura aumentada para acima de 67°C.

O estudo está atualmente sob revisão de pares.

VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo