quinta-feira, 30 de dezembro de 2021

Lutador é assassinado no Rio; família diz que polícia atirou pelas costas

A família de Vítor Reis de Amorim alega que não houve confronto com a Polícia Militar, que fazia uma ronda na região, quando o lutador foi atingido

© Reprodução / TV Globo


SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Vítor Reis de Amorim, lutador de 19 anos, foi morto a tiros nesta terça-feira (28), no Morro da Jaqueira, em São Gonçalo, Rio de Janeiro. Ele estava em um bar quando foi atingido nas costas por policiais militares, segundo declarações da família ao Bom Dia RJ, da Globo. Vitor foi socorrido pelos próprios policiais e levado para o pronto socorro da região, mas já chegou sem vida ao local.

Ainda de acordo com a reportagem do telejornal da Globo, a família de Vítor Reis Amorim, que participava de competições de boxe e muay thai e tinha o sonho de entrar no UFC, alega que não houve confronto com a Polícia Militar, que fazia uma ronda na região, quando o lutador foi atingido.

"Não teve troca de tiros de tiros nenhuma. Eles chegaram e deram o tiro. O policial preparado não faz o que ele fez. Atirar pelas costas. Matar uma criança, 19 anos, pra mim é uma criança. Pelas costas, é despreparado. Tem que fazer o trabalho? Tem. Se ele rendesse o meu filho, meu filho não estava morto. Porque ele não ia achar nada demais. Nada de errado no meu filho. Ele ia até pedir desculpas", declarou Vanelci Ferreira, pai do jovem, em entrevista à TV Globo.

PM alega troca de tiros

A Polícia Militar, por sua vez, informou em nota oficial que a equipe de patrulha no local relatou ter sido atacada por um grupo de homens armados e que houve confronto, detalhando objetos que foram apreendidos durante a ocorrência.

"A Assessoria de Imprensa da Secretaria de Estado de Polícia Militar informa que, nesta terça-feira (28/12), equipe do 7º BPM (São Gonçalo) em patrulhamento pela Rua Mendes Ribeiro, no bairro Patronato, relatou ter sido atacada a tiros por um grupo de homens armados. Houve confronto. Um indivíduo ficou ferido e foi socorrido ao Pronto Socorro de São Gonçalo, porém não resistiu. Uma pistola, munições e um rádio comunicador foram apreendidos no local da ocorrência. Os demais envolvidos fugiram. A ocorrência foi encaminhada para a 73ª DP".

 VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo