sábado, 2 de abril de 2022

Estudo explica por qual razão deve dormir sempre num quarto escuro

Uma nova pesquisa revela que mesmo a exposição pequena à luz durante o sono pode aumentar o risco de incidência de doenças coronárias e diabetes.

© Shutterstock


Luzes do computador, televisão ligada ou ruas iluminadas - a verdade, é que é cada vez mais difícil dormir num espaço totalmente escuro, e tal pode prejudicar significativamente a saúde cardiovascular e metabólica, alerta um estudo da Universidade Northwestern, nos Estados Unidos, publicado no jornal científico PNAS e citado pela revista Galileu. 

"Apenas uma única noite de exposição à iluminação moderada durante o sono pode afetar a regulação cardiovascular e de glicose, que são fatores de risco para doenças cardíacas, diabetes e síndrome metabólica", conta Phyllis Zee, líder da pesquisa e chefe da Divisão de Medicina do Sono da Escola Feinberg da Universidade Northwestern, num comunicado.

De acordo com os cientistas, a exposição à luz durante o dia aumenta a frequência cardíaca ao ativar o sistema nervoso simpático, que por sua vez acelera o coração e intensifica o estado de alerta do corpo. Sendo que o mesmo processo ocorre se há exposição durante o sono, ainda que seja mais branda.

"Mesmo que esteja a dormir, o seu sistema nervoso autônomo está ativado. Isso é mau. Normalmente, a sua frequência cardíaca, juntamente com outros parâmetros cardiovasculares, é menor à noite e maior durante o dia", diz Daniela Grimaldi, coautora e professora assistente de pesquisa de neurologia na Northwestern.

Para efeitos da pesquisa, revela a revista Galileu, foram avaliados adultos dos 18 aos 40 anos que tinham o hábito de irem para a cama entre 21h e 1h e dormiam de 6,5 horas a 8,5 horas por noite. No decorrer do estudo, os participantes passaram três dias e duas noites no laboratório.

Os voluntários foram aleatoriamente divididos em dois grupos: um dormiu num quarto com claridade e outro passou a noite num espaço com luz tênue. 

Relativamente ao grupo que dormiu num local mais iluminado, os investigadores detectaram que estes experienciaram resistência à insulina na manhã seguinte. O fenômeno sucede quando as células de músculos, gordura e fígado não respondem bem a esse hormônio e consequentemente são incapazes de utilizar a glicose presente na corrente sanguínea para obter energia. Para compensar, o pâncreas produz mais insulina, levando à subida do açúcar no sangue. A longo prazo, tal pode causar o desenvolvimento de diabetes.

Para uma noite de sono mais benéfica, Phyllis aconselha o uso de iluminação fraca ao nível do chão, se a necessidade de luz for realmente imprescindível. Mais ainda, deve optar por luzes amareladas ou alaranjadas, ao invés de brancas ou azuis. Por último, deve optar por ter cortinas totalmente opacas no quarto ou utilizar máscaras tapa olhos. 

VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo