sexta-feira, 29 de abril de 2022

Lira segue Pacheco e também sai em defesa do sistema eleitoral: 'É referência'

 

A fala é uma resposta aos novos ataques do presidente Jair Bolsonaro (PL) à lisura do processo.

© Getty

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), afirmou em suas redes sociais nesta quinta-feira, 28, que o processo eleitoral brasileiro é "uma referência". A fala é uma resposta aos novos ataques do presidente Jair Bolsonaro (PL) à lisura do processo.

"O processo eleitoral brasileiro é uma referência. Pensar diferente é colocar em dúvida a legitimidade de todos nós, eleitos, em todas as esferas. Vamos seguir - sem tensionamentos - para as eleições livres e transparentes", escreveu Lira no Twitter.

Em cerimônia no Palácio do Planalto nesta quarta-feira, 27, para defender o que chamou de "liberdade de expressão", Bolsonaro levantou também novas suspeitas sobre as urnas eletrônicas. "Não precisamos de voto impresso para garantir a lisura das eleições", afirmou Bolsonaro, ao destacar que as Forças Armadas apresentaram sugestões ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O ato foi em apoio ao deputado Daniel Silveira (PTB-RJ), condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) por ameaças à Corte e que recebeu o perdão presidencial.

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), também havia se manifestado sobre os ataques do presidente. "A Justiça Eleitoral é eficiente e as urnas eletrônicas, confiáveis. Ainda assim, o TSE está empenhado em dar toda transparência ao processo desde agora, inclusive com a participação do Senado", defendeu Pacheco, também em publicação no Twitter.

Durante o evento de quarta, o presidente sugeriu a suspeição das eleições de 2022 se tiver "algo anormal". Segundo ele, a suspeição se estenderia a todos os cargos eletivos, incluindo governos estaduais e para a Câmara, Senado e Legislativos estaduais.

VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO     

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo