terça-feira, 21 de janeiro de 2020

Buggy 100% elétrico é lançado no Paraná

Este é o primeiro veículo elétrico fabricado em série no Brasil


Guilherme Preta, editado por Matheus Luque
Um grupo de engenheiros elétricos e mecânicos de Curitiba concluíram no início do ano o primeiro veículo 100% elétrico a ser fabricado em série no Brasil. Depois de dois anos de pesquisas e testes, o buggy demora entre 2 a 5 horas para recarregar sua bateria, dependendo se a tomada é 220 ou 110 V. Além disso, o veículo pode percorrer 100 km com menos de R$ 9 e tem autonomia acima de 200 km.


Buggy Power possui diferentes tecnologias e pode, inclusive, se conectar com o smartphone. Além disso, é equipado com baterias de íons de lítio de última geração completamente montadas no Brasil, e é ambientalmente correto, com zero ruído, zero emissões e zero poluição, segundo a fabricante eiON.




A empresa acredita que a demanda seja de mil unidades do buggy por ano no Brasil, além de uma demanda internacional. A produção em escala comercial está prestes a ser iniciada. “O processo do desenvolvimento do veículo elétrico nacional seguiu o padrão globalmente adotado em processos de inovação”, afirmou o diretor da startup Hélio Mitsuo Sugai.


Buggy Power foi projetado com um sistema chamado packs expansivos de baterias com três opções de autonomia, além de diversos outros opcionais à escolha do cliente. Para os interessados, o veículo tem preço a partir de R$ 99 mil no site. A versão mais simples é equipada com freios à disco nas quatro rodas, acelerador eletrônico, controle eletrônico de tração, sistema de frenagem regenerativa, tração traseira, bancos autônomos e equipamento de segurança na carroceria.

Segundo a eiON, o buggy possui uma série de vantagens. O veículo proporciona mais de 70% de economia no custo do quilômetro rodado em comparação com bugies a combustão. O motor não necessita de regulagens ou troca de óleos e as peças mecânicas são as mesmas usadas em modelos tradicionais.

Via: Paraná Portal

VIA...OLHAR DIGITAL

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo