sábado, 11 de abril de 2020

Marinha abre apuração após Marcelo Adnet denunciar ataque de militar

O suposto membro da Marinha comentou sobre a entrevista que Adnet deu à revista Veja, em que afirma ter sido abusado sexualmente

© DR
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Marinha do Brasil informou, por meio das redes sociais, que abriu um procedimento interno para averiguar a denúncia de que um membro da corporação fez ataques contra o humorista Marcelo Adnet, 38. O artista foi alvo de comentários na web após revelar que sofreu abuso sexual na infância.


"A Marinha do Brasil repudia qualquer atitude que ofenda a dignidade humana e a ética. Procedimento administrativo foi aberto para apurar os fatos em questão e adotar as medidas administrativas decorrentes", afirmou a corporação em resposta à denúncia do próprio humorista no Twitter.

O suposto membro da Marinha comentou sobre a entrevista que Adnet deu à revista Veja, em que afirma ter sido abusado sexualmente. "Só assim mesmo pra esse bosta aparecer. Deve ter gostado de dar a bunda, daqui a pouco ele se assume", afirmou o perfil, que foi apagado posteriormente.
Esse não foi o único ataque sofrido pelo artista após a entrevista. Adnet, que chegou a responder algumas das mensagens, fez prints com a ajuda de outros internautas para denunciá-las. Ao F5, ele afirmou que está em contato com advogados para tomar as providências cabíveis.
"Todo artista é assim. Todos topam fazer teste do sofá no início da carreira, mas depois que vira famoso faz o vitimismo de que sofreu abuso", disse o internauta. "Daqui a pouco sai do armário. Roteiro Clássico", "Esse quer Ibope", "O que ele quer? Reconstituição", são algumas outras mensagens contra Adnet.
ABUSOS
Adnet revelou em entrevista à revista Veja que foi vítima de abuso sexual duas vezes na infância. Segundo ele, o crime aconteceu primeiro quando ele tinha sete anos e depois aos 11, e deixou traumas."Na primeira, nem sabia o que era sexo. O caseiro do lugar onde eu passava as férias começou a se aproximar de mim e pedir favores. Ele me chantageava dizendo que, se contasse algo a qualquer pessoa, meu cachorro morreria."Adnet afirmou que um dia ficou sozinho na casa e o caseiro aproveitou para ir pra cima dele. "Senti uma dor imensa, mas durou pouco porque meus parentes, que tinham ido ao mercado, voltaram para buscar a carteira", contou ele.Anos depois, o humorista afirma que o "pesadelo se repetiu" com um amigo mais velho da família. Segundo ele, o ato não chegou a ser consumado, mas o homem o beijou e passou a mão em seu corpo. "Foram dois episódios difíceis", afirmou.
VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo