sexta-feira, 3 de abril de 2020

Roger Waters critica Bolsonaro e cospe ao falar nome dele em música

O músico publicou nas redes sociais um cover da música "The Right to Live in Peace" / "El Derecho de Vivir en Paz", composta pelo músico chileno Víctor Jara em 1971

© Reuters
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O cantor britânico Roger Waters, 76, fez críticas aos governos de Bolsonaro, Trump e de demais presidentes de países pelo mundo. O músico publicou nas redes sociais um cover da música "The Right to Live in Peace" / "El Derecho de Vivir en Paz", composta pelo músico chileno Víctor Jara em 1971.


Na música, que exalta os protestos no Chile de 2019, Waters mudou alguns versos para tocar nas feridas de países como o Brasil ao criticar a ascensão de presidentes que, segundo ele, "machucam as pessoas".
Na música ele canta um trecho que diz: "Então tome cuidado Bolsonaro, Guido, Modi e Trump / Os cacerolazo [panelaço] são mais altos que todos vocês / Está batendo no coração das pessoas / E a mensagem é perfeitamente clara / Nossa Terra mãe nunca estará à venda".
Assim que ele fala o nome do presidente do Brasil, dá uma cusparada no chão.
I've re-recorded Victor Jara's great song "The Right to Live in Peace".

This is for the people of Santiago & Quito & Jaffa & Rio & La Paz & New York & Baghdad & Budapest and everywhere else the man means us harm.
Love R.

Watch full video and read lyrics: http://bit.ly/rwvjright 
3.638 pessoas estão falando sobre isso

Na legenda da postagem, Waters mais uma vez cita o Brasil. "Isso é para as pessoas de Santiago, Quito, Jafa, Rio, La Paz, Nova York, Bagdá, Budapeste e todos os lugares em que o homem quer nos machucar", escreveu.
VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo