domingo, 31 de maio de 2020

Empresário suspeito de violência doméstica xinga e ameaça PM

O caso foi parar nas redes sociais, com a divulgação do vídeo em que o empresário ofende e ameaça o PM

© DR
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Uma denúncia de violência doméstica contra o empresário Ivan Storel, 49, acabou em confusão e humilhação de um policial militar, num condomínio de Alphaville, em Santana de Parnaíba (Grande SP), na tarde de sábado (30).


O caso foi parar nas redes sociais, com a divulgação do vídeo em que o empresário ofende e ameaça o PM. Segundo relatos, a esposa do empresário ligou para a polícia por causa de uma briga, com possível agressão.
Ao chegar à residência de Storel, os policiais, um homem e uma mulher, foram agredidos verbalmente pelo empresário.
No vídeo, gravado pela policial que estava na viatura, Storel fala ao telefone e pede ajuda a um homem de nome Marinho (supostamente o secretário de Relações Institucionais de Barueri). Pede para chamar também "o secretário de segurança e até o [prefeito de Barueri, Rubens] Furlan".
O empresário grita palavrões ao policial e ordena que saia da sua calçada. "Tem um filho da puta querendo invadir minha casa. Esse merda tá achando que ele é o quê?". Depois, diz ao policial: "Não pise na minha calçada, não pisa na minha rua. Eu vou te chutar na cara. Você é um lixo, seu merda".
Storel disse ainda que o PM ganha R$ 1.000 por mês, enquanto ele (empresário) ganha R$ 300 mil. Também ameaçou processar o PM. E prosseguiu com os insultos: "Você pode ser macho na periferia, mas aqui você é um bosta. Aqui é Alphaville, mano!"
Com a chegada de reforço policial, o empresário foi contido e levado à Delegacia da Mulher de Santana de Parnaíba, onde foi registrada ocorrência como desacato e resistência. A mulher do empresário não quis dar continuidade à denúncia de ameaça e injúria.
De acordo com o boletim de ocorrência do caso, o empresário estava "ébrio e agressivo", resistiu à abordagem e proferiu "palavras de baixo calão" contra os policiais. Storel foi levado à delegacia após "uso moderado da força para devida imobilização". Ele foi liberado após assinar um termo circunstanciado.
VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo