terça-feira, 23 de junho de 2020

Quantidade de brasileiros barrados em Portugal bate recorde em 2019

Ao todo, no ano passado, 3.965 cidadãos do Brasil foram impedidos de entrar no país europeu ainda no aeroporto

© Shutterstock
LISBOA, PORTUGAL (FOLHAPRESS) - O número de brasileiros barrados na entrada de Portugal aumentou 37,4% em 2019, em comparação aos números de 2018. É o quinto ano consecutivo de crescimento.

Ao todo, no ano passado, 3.965 cidadãos do Brasil foram impedidos de entrar no país europeu ainda no aeroporto, um recorde. Isto representa uma média diária de 10,9 entradas recusadas. Em 2018, o total de barrados brasileiros foi de 2.286.

Num distante segundo lugar entre os barrados aparecem os cidadãos de Angola (202), seguidos pelos da Guiné Bissau (72) e do Senegal (54).A maior parte dos casos aconteceu no aeroporto de Lisboa, principal porta de entrada no país. O motivo apontado foi a falta de documentos que comprovassem a intenção da viagem por motivos turísticos.
Os números foram revelados na manhã desta terça-feira (23) no Rifa (Relatório de Imigração, Fronteiras e Asilo), divulgado pelo SEF (Serviço de Estrangeiros e Fronteiras), órgão responsável pela imigração em Portugal.
O resultado faz com que os brasileiros representem 79,4% das 4.995 pessoas que tiveram o ingresso vetado no país em 2019.
Na apresentação dos dados, o coordenador do gabinete de estudos do SEF, Joaquim Estrela, destacou que esta foi uma quantidade pequena em relação ao total de brasileiros que viajaram a Portugal em 2019: cerca de 0,4% do total de viajantes.
"Relativamente às nacionalidades mais representativas [entre os barrados], importa aqui analisar os dados tendo presente o seu peso relativo em relação ao número de entrada de passageiros em território nacional. Nesse sentido, apesar de 79,4% terem incidido sobre cidadãos brasileiros, estas representam apenas 0,43% do total de movimentos de passageiros desta nacionalidade", afirmou.
A quantidade de brasileiros barrados em Portugal segue aumentando desde 2014, quando a situação econômica e social do Brasil começou a se deteriorar, enquanto Portugal apresentava um cenário de recuperação econômico.
Os números divulgados agora confirmam o que já havia sido antecipado pelas autoridades em janeiro: um aumento expressivo na quantidade de brasileiros vivendo em Portugal. Em 2019, houve um aumento de 43,5% em relação ao ano anterior, um recorde de crescimento.
Segundo as estatísticas, a população brasileira residente em Portugal terminou o ano passado em 151.304 pessoas, o valor mais elevado desde 2012. Os brasileiros representam 26,2% do total de imigrantes em Portugal.A quantidade real de brasileiros, no entanto, é bem maior.
Não estão incluídos nestas contas os migrantes em situação irregular e nem aqueles que têm dupla-cidadania portuguesa ou de outro país da União Europeia.
Neste caso específico, o relatório destaca o caso das cidadanias italianas. Quase 30% dos italianos que residem agora em Portugal são nacionais do Brasil.
A quantidade de pessoas com cidadania italiana vivendo em Portugal tem aumentado nos últimos anos e elas já formam a sétima maior comunidade estrangeira no país.
A quantidade de estrangeiros como um todo também cresceu, chegando a 590.348 pessoas. É o valor mais elevado desde 1976, quando as estatísticas começaram a ser contabilizadas.
VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo