sábado, 23 de janeiro de 2021

SARS-CoV-2 desencadeia anticorpos de infecções anteriores por coronavírus

Investigadores esperam que este seja o 'calcanhar de Aquiles' da Covid-19


© Shutterstcok


Os resultados de um estudo liderado pela Northern Arizona University e pelo Translational Genomics Research Institute (TGen), publicados na revista Cell Reports Medicine, sugerem que o sistema imunitário de pessoas infectadas com o vírus SARS-CoV-2, responsável pela Covid-19, pode contar com anticorpos criados durante infecções prévias de outros coronavírus.


De fato, os coronavírus já circulam há muito tempo. Antes do SARS-CoV-2, pelo menos seis outros tipos de coronavírus chegaram aos humanos. O estudo procurou entender como esses parentes afetam a resposta do sistema imunitário ao novo vírus.

"Os nossos resultados sugerem que o vírus da Covid-19 pode despertar uma resposta de anticorpos que existia em humanos antes da nossa pandemia atual, o que significa que podemos já ter algum grau de imunidade pré-existente a este vírus", disse o investigador John Altin.

Para chegar a esta conclusão, os investigadores usaram uma ferramenta chamada PepSeq para mapear com precisão as respostas de anticorpos a todos os coronavírus que infectam humanos. "Os dados permitiram uma ampla caracterização da resposta de anticorpos em indivíduos recentemente infectados com SARS-CoV-2 em comparação com aqueles de indivíduos expostos apenas a coronavírus anteriores que agora estão disseminados em populações humanas", disse outro investigador, Jason Ladner.

Entre os corona vírus parentes, estão dois considerados mortais que afetaram o Oriente Médio e a Ásia em 2003 e 2012.

Os investigadores esperam que esta análise possa ajudar a projetar novos diagnósticos, avaliar os poderes de cura do plasma, desenvolver novos tratamentos terapêuticos e - mais importante - ajudar a desenhar futuras vacinas ou terapias com anticorpos.

VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo