sábado, 3 de julho de 2021

Transexual morta a tiros após ser chamada por motorista no PR

 

Autoridades admitem a possibilidade de crime de ódio. As câmaras de vigilância captaram o momento do crime.

© iStock

Uma mulher de 26 anos, transexual, foi morta a tiros em Londrina, no Paraná, na noite de quarta-feira. Segundo as autoridades, a morte pode vir a ser investigada como crime de ódio.

Natasha Galvão estava na rua, quando o condutor de uma veículo encostou o carro do lado oposto da estrada e a chamou. Quando se aproximou do veículo, a jovem foi atingida por vários disparos. Depois disso, o condutor fugiu.

Segundo a polícia, o atirador disparou sobre Natasha sem qualquer conversa prévia.

O suspeito fugiu do local, foi perseguido pela polícia e morreu após uma troca de tiros.

Sabe-se entretanto que o homem era procurado por tráfico de drogas, associação para o tráfico, posse ilegal de arma de fogo e homicídio.

O responsável pela polícia de Londrina admite que há várias hipóteses em cima da mesa.

"O que sabemos é que Natasha estava no local junto com uma travesti, foi chamada por esse motorista e depois baleada. Ainda é prematuro afirmar o que motivou, vamos investigar todas as possibilidades. Pode ser crime de ódio, homicídio ou feminicídio", disse.

Testemunhas do crime, amigos e familiares, tanto da transexual quanto do suspeito do crime, que tinha 29 anos, devem ser ouvidos a partir de segunda-feira.

VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo