sábado, 14 de agosto de 2021

Milionário político russo admite ter matado homem após confundi-lo com urso

 

Segundo o site RIA, Igor Redkin, de 55 anos, disse que ouviu relatos de que um urso estava na região e queria proteger os moradores

© Reprodução

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Um deputado russo foi preso após admitir ter matado um homem ao confundi-lo com um urso no dia 2 de agosto, em um depósito de resíduos na aldeia de Ozernovsky, no distrito de Ust-Bolsheretsky, na Rússia.

Segundo o site RIA, Igor Redkin, de 55 anos, disse que ouviu relatos de que um urso estava na região e queria proteger os moradores. Ele disparou o tiro durante a noite e no dia seguinte descobriu que um homem havia sido baleado na mesma região. A vítima chegou a ser socorrida, mas morreu no hospital.

Ele responderá em prisão domiciliar pelo crime de assassinato, podendo pegar até 15 anos de condenação. Em depoimento às autoridades, Redkin disse que "tomou a decisão sozinho e está pronto para ser punido".

Deputado pelo partido de Vladimir Putin desde 2007, Redkin também é um dos homens mais ricos do país. Segundo dados da Forbes, ele acumula mais de 315 milhões de rublos (equivalente a R$ 222 milhões).

Ainda de acordo com a RAI, após a repercussão do caso Redkin foi expulso do partido Rússia Unida na quarta-feira (11). "[Redkin] escreveu uma declaração sobre a suspensão da [sua] filiação partidária e se recusa a participar das eleições de deputados para a Assembleia Legislativa da região. O conselho político do partido decidiu expulsá-lo", escreveu o partido.

VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo