quarta-feira, 13 de abril de 2022

Acidentes de trabalho geraram morte de 21 mil pessoas entre 2012/2020

Levantamento do Ministério Público do Trabalho mostra que, entre 2012 e 2020, mais de 21 mil trabalhadores perderam a vida

© Bing Guan/Bloomberg via Getty Images

Durante o abril verde e com a proximidade do Dia Internacional em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças relacionadas ao Trabalho, em 23 de abril, começou nesta terça-feira, a CANPAT, Campanha Nacional de Prevenção de Acidentes do Trabalho. Este ano, o tema é “Gestão de Riscos Ocupacionais: identificar perigos, avaliar riscos, prevenir acidentes e doenças no trabalho”.

Durante evento de abertura, a ministra do Tribunal Superior do Trabalho, Delaíde Arantes, destacou que os custos dos empregadores em prevenção de acidentes de trabalho são investimentos, e não gastos. Segundo ela, apesar dos avanços na redução dos casos, os números ainda são preocupantes, em especial com a saúde mental.

Levantamento do Ministério Público do Trabalho mostra que, entre 2012 e 2020, mais de 21 mil trabalhadores perderam a vida, em acidentes de trabalho. Os acidentes, de acordo com o órgão, geraram mais de R$ 17 bilhões em custos do auxílio-doença ao INSS, em 2020. As aposentadorias por invalidez custaram quase R$ 70 bilhões de reais, no mesmo ano.

Outro convidado no evento, Washington Santos, membro da bancada dos trabalhadores da Comissão Tripartite Paritária Permanente, defendeu a importância da participação dos trabalhadores no cumprimento de normas de segurança no trabalho e citou a importância dos sindicatos e da CIPA, Comissão Interna de Prevenção de Acidentes, nas empresas.

A Campanha Nacional de Prevenção de Acidentes do Trabalho, existe desde 1971, e promove a cultura de segurança e saúde no trabalho, com foco na prevenção.

 VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo