quinta-feira, 14 de abril de 2022

Empresário é preso ao tentar embarcar com 234 peças de pau-brasil em Cumbica

O suspeito é dono de uma empresa que comercializa artefatos para produção de instrumentos musicais, e já havia sido multado, em 2021, em mais de R$ 100 mil pelo mesmo motivo

© iStock

A Polícia Federal prendeu na tarde desta terça-feira, 12, no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, um empresário de 56 anos que tentou embarcar para a Inglaterra com 234 peças confeccionadas com pau-brasil - madeira cuja extração, transporte e comercialização são proibidos, por se tratar de espécie ameaçada de extinção.

De acordo com a corporação, o suspeito é dono de uma empresa que comercializa artefatos para produção de instrumentos musicais, e já havia sido multado, em 2021, em mais de R$ 100 mil pelo mesmo motivo. O preso será apresentado à Justiça Federal.

Os investigadores dizem que foi apurado que o preso estava acompanhado de outros dois homens. A PF diz que a dupla está sendo procurada, uma vez que eles se 'evadiram' do embarque após a abordagem do suspeito que foi detido.

A PF abordou o homem, que pretendia embarcar em voo com escala na França, após ser acionada por servidores do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) que fiscalizavam as bagagens despachadas por passageiros de voos internacionais.

Os responsáveis pela apreensão acreditam que as peças que o preso tentava transportar são avaliadas em mais de R$ 300 mil no mercado nacional e, no exterior, são negociadas em libras.

O pau-brasil é espécie ameaçada de extinção e está listada em norma da Convenção sobre o Comércio Internacional de Espécies Ameaçadas, que estabelece critérios rigorosos de comercialização, e em Instrução Normativa do Ministério do Meio Ambiente, que reconhece o pau-brasil como espécie da flora brasileira ameaçada de extinção.

VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo