segunda-feira, 11 de abril de 2022

"Mariupol foi destruída, há milhares de mortos", diz Zelensky

As declarações foram proferidas pelo presidente da Ucrânia, nesta segunda-feira, perante o Parlamento sul-coreano.

© Getty Images


O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, dirigiu-se ao Parlamento sul-coreano, nesta segunda-feira, tendo afirmado que as forças russas haviam destruído 938 estabelecimentos de ensino e quase 300 hospitais desde o início da guerra na Ucrânia, que começou no dia 24 de fevereiro, noticia a Sky News.

O chefe de Estado disse ainda que as tropas do Kremlin tinham destruído áreas residenciais e cidades "conscientemente", com recurso aos seus tanques e artilharia.

Perante o Parlamento da Coreia do Sul, Zelensky assegurou ainda que os ocupantes russos tinham enviado "milhares de soldados" e "números colossais de equipamento" para o país, numa tentativa de "preparar novos ataques".

O líder da Ucrânia explicou ainda que as equipes de emergência localizadas no norte do país continuavam  trabalhando nos escombros após os bombardeios russos - embora uma parte da região, justifica, continue a ser um "campo de batalha ativo".

Num momento diplomático em que voltou a apelar ao apoio internacional, o chefe de Estado da Ucrânia disse ainda que  milhares de pessoas foram mortas após os ataques russos a Mariupol, reporta a Reuters.

"Mariupol foi destruída, há milhares de mortos, mas mesmo apesar disso, os russos não estão parando a sua ofensiva", referiu Zelensky, que acrescentou ainda que o país que lidera precisa "de mais ajuda" se quiser sobreviver à guerra.

De acordo com a agência, o presidente da Ucrânia voltou a apontar que a Rússia é uma "ameaça" para toda a Europa, e não apenas para a Ucrânia - e que o exército do Kremlin apenas irá parar com a ofensiva militar quando for obrigado a tal. 

 VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo