Publicidade

CLIMA

Mais previsões: Lisboa tempo por hora

sábado, 12 de agosto de 2023

Réu é condenado a 329 anos de prisão por mortes em creche de SC

O autor já se encontrava preso preventivamente desde o dia do crime.

© iStock

Após dois dias de julgamento, o acusado do ataque contra uma creche em Saudades (SC), no dia 4 de maio de 2021, foi condenado a 329 anos e 4 meses de prisão, em regime fechado, conforme divulgou o Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJ-SC) na noite de quinta-feira, 10. O autor já se encontrava preso preventivamente desde o dia do crime.

No ataque, uma professora, uma funcionária da escola e três bebês, menores de 2 anos, foram mortos a golpes de adaga (espécie de faca). Outra criança, de 2 anos, também foi atingida, mas sobreviveu. Segundo o TJ-SC, o agressor foi denunciado por 19 crimes de homicídio entre consumados e tentados. O processo tramitou em segredo de Justiça na comarca de Pinhalzinho.

A sentença foi lida pouco depois das 20 horas de quinta pelo juiz Caio Lemgruber Taborda, que presidiu a sessão. O júri popular havia começado na quarta. O réu também foi condenado ao pagamento de indenização, com valores fixados em R$ 500 mil para cada família de vítima, R$ 400 mil para a família da criança que sobreviveu e R$ 40 mil para cada uma das outras 14 vítimas de tentativa de homicídio. Cabe recurso contra a decisão.

"As qualificadoras de motivo torpe, uso de meio cruel e emprego de recurso que dificultou a defesa das vítimas foram admitidas pelo conselho de sentença. Também foi reconhecido aumento de causa pelo fato de algumas vítimas serem menores de 14 anos de idade", informou o TJ-SC.

Durante o julgamento, foram ouvidas três vítimas, três testemunhas de acusação e três testemunhas de defesa. O júri era composto de seis mulheres e um homem. O julgamento ocorreu no fórum de Pinhalzinho, município vizinho de Saudades.

"Justiça feita"

"A Justiça foi feita. Estou me sentindo aliviada por entender que a condenação dele servirá de exemplo para outros que consideram cometer crimes semelhantes. Precisamos observar nossas crianças e adolescentes para auxiliá-los em dificuldades emocionais e psicológicas, para um convívio social mais saudável e harmonioso", disse uma familiar, que não teve o nome revelado, ao final do júri, segundo o TJ-SC. Procurada pela reportagem, a defesa do acusado não foi localizada para comentar até a publicação deste texto.

O ataque

Na manhã de 4 de maio de 2021, o autor do ataque, que na época tinha 18 anos, entrou na creche Pró-Infância Aquarela, no centro de Saudades, município a cerca de 60 km de Chapecó. Ele havia chegado ao local de bicicleta, por volta das 10h. A primeira vítima do ataque foi a professora Keli Aniecevski, de 30 anos, que, mesmo ferida, correu para uma sala onde estavam quatro crianças e uma funcionária da escola, para tentar alertar sobre o perigo.

O rapaz, então, atacou as crianças que estavam na sala e a agente educativa Mirla Renner, de 20 anos. Duas meninas de menos de 2 anos e a professora morreram no local. Outra criança e a funcionária morreram após serem socorridas.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

 VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo