terça-feira, 31 de março de 2020

Bolsonaro tira de contexto fala de diretor da OMS sobre isolamento

A posição do diretor-geral também é defendida por outros diretores da OMS, como Mike Ryan, diretor-executivo do programa de emergências sanitárias

© Reuters
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou nesta terça (31) que o diretor-geral da OMS (Organização Mundial da Saúde) teria voltado atrás e dito que as pessoas "têm que trabalhar". "Ele estava um pouco constrangido, parece, mas falou a verdade. Eu achei excepcional a palavra dele", ironizou. No entanto, Bolsonaro tirou de contexto a fala de Tedros Adhanom.


A frase completa de Tedros Adhanom é: "Cada indivíduo é importante, cada indivíduo é afetado pelas nossas ações. Qualquer país pode ter trabalhadores que precisam trabalhar para ter o pão de cada dia. Isso precisa ser levado em conta".
No mesmo discurso, ele reiterou a importância do isolamento social para a prevenção contra o coronavírus e disse que os países que adotarem quarentena como uma das formas de conter a disseminação do coronavírus devem respeitar a dignidade e bem-estar dos cidadãos.
A posição do diretor-geral também é defendida por outros diretores da OMS, como Mike Ryan, diretor-executivo do programa de emergências sanitárias.Ainda na segunda, Ryan e outros representantes da organização afirmaram que políticas de restrições de movimento são uma medida lamentável, mas a única possível em um momento como o atual.
"Essas medidas não são fáceis e estão machucando as pessoas. Mas a alternativa é ainda pior", disse Ryan. Os representantes da OMS também afirmaram que é preciso ser transparente com a população ao tomar tais medidas.
VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo