segunda-feira, 4 de maio de 2020

Washington ameaça Pequim se não for cumprida fase de acordo comercial

A Fase Um do acordo comercial estabelece que a China fará compras adicionais de produtos norte-americanos no valor de cerca de 600 milhões de euros (cerca de 600 milhões de reais) no setor de manufaturação

© DR
O secretário de Tesouro norte-americano, Steven Mnuchin, disse hoje que a China honrará os seus compromissos de comprar produtos dos EUA, ao abrigo do acordo comercial, e ameaçou com "sérias consequências" se o negócio não ocorrer.


Ao abrigo da Fase Um do acordo comercial entre os EUA e a China, assinado em janeiro passado e considerado o primeiro passo para resolver uma longa guerra comercial, a China comprometeu-se a comprar cerca de 200 mil milhões de euros (1 bilhão e 200 reais) em produtos norte-americanos.
"Penso que eles vão honrar os seus compromissos", disse hoje Steven Mnuchin numa entrevista à Fox News.
"Este acordo foi negociado há muito tempo. Foi assinado pelo Presidente (chinês) Xi (Jinping) e pelo Presidente (dos EUA) Donald (Trump) e eu tenho todos os motivos para acreditar que (os chineses) o honrarão", explicou o responsável pelas negociações comerciais com Pequim.
Com o aumento de tensões entre os EUA e a China, sobre a forma como o Governo chinês lidou com a fase inicial da pandemia de covid-19 e sobre a real origem do novo coronavírus num laboratório da China, as relações comerciais poderão ficar em risco.
"Se não o fizerem, haverá sérias consequências no nosso relacionamento e, na economia global, na forma como as pessoas fazem negócios com eles", disse Steven Mnuchin, em relação aos cenários de conflito.
O Presidente dos EUA tem endurecido as acusações contra o Governo chinês, sobre a pandemia, e chegou mesmo a referir a possibilidade de sanções contra Pequim, se se vier a comprovar a existência de ações deliberadamente danosas no tratamento da crise sanitária.
A Fase Um do acordo comercial estabelece que a China fará compras adicionais de produtos norte-americanos no valor de cerca de 75  milhões de euros (cerca de 600 milhões de reais) no setor de manufaturação, cerca de 50 milhões de euros (cerca de 300 milhões de reais) no setor energético e cerca de 30  milhões (cerca de 180 milhões de reais) no setor agrícola.
O objetivo desta fase é reequilibrar a balança comercial entre os dois países, reconhecendo um déficit para o lado dos EUA.
VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo