domingo, 12 de julho de 2020

Embaixadores de China e EUA no Brasil trocam farpas em rede social

"Esterilização em massa de mulheres uigures pelo Partido Comunista Chinês -silêncio não é uma opção", escreveu Chapman

© DR
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O embaixador chinês no Brasil, Yang Wanming, subiu o tom ao responder neste domingo (12) uma postagem do embaixador dos EUA no Brasil, Todd Chapman.


No dia anterior, Chapman divulgara o link para um relatório segundo o qual o Partido Comunista chinês estaria conduzindo uma campanha de esterilização em massa de mulheres como forma de repressão à minoria étnica uigur.
Ao postar o link para o estudo, Chapman escreveu: "Esterilização em massa de mulheres uigures pelo Partido Comunista Chinês -silêncio não é uma opção".
"Olha, esse homem vem ao Brasil com a missão especial, que é atacar a China com boatos e mentiras, aconselhamos que pare de fazer atividades desse tipo e faça bem o seu trabalho o que facer. Uma formiga tenta derrubar uma árvore gigante, ridiculamente exagerando em sua capacidade", respondeu Wanming.
O relatório foi feito pela Fundação Jamestown, um think tank de Washington. Divulgado no final de junho, ele aponta que o Partido Comunista Chinês utiliza esterilização, controle de natalidade obrigatório e abortos forçados para controlar as taxas de nascimento na província de Xinjiang.
A taxa de crescimento populacional nas regiões com as maiores populações uigures caíram 84% entre 2015 e 2018, segundo o documento, que teve bastante repercussão na imprensa internacional.Segundo números da China, há cerca de 12 milhões de uigures na província de Xinjiang.
VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo