sexta-feira, 24 de julho de 2020

Polícia encontra fábrica clandestina de fuzis na Grande SP

Policiais da Rota (Rondas Ostensivas Tobias Aguiar) foram verificar uma denúncia em Embu das Artes, na Grande São Paulo, e encontraram a fábrica

© iStock
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A polícia localizou uma fábrica clandestina de armas, na noite desta quarta-feira (22), em Embu das Artes, na Grande São Paulo. Um fuzil já pronto, além de carregadores e munições para este tipo de arma foram apreendidos. Dois suspeitos também foram presos, em locais diferentes. Um deles era foragido da Justiça.
Policiais da Rota (Rondas Ostensivas Tobias Aguiar) foram verificar uma denúncia na rua Cardeal. No local, avistaram um homem de 34 anos "em atitude suspeita". Ao ser abordado, ele teria apresentado documentos, em seguida identificados como falsos pelos PMs. Por causa disso, o suspeito teria confessado ser procurado pela Justiça, além de fabricar armas ilegalmente. O crime pelo qual ele estava foragido não foi informado.
Dentro de um galpão, policiais encontraram maquinário e ferramentas usados para supostamente fabricar armas. O suspeito, segundo a Rota, teria indicado outro local, na estrada Pirajussara, onde guardava armas. Neste local, a PM encontrou um fuzil calibre 556 já montado, quatro carregadores compatíveis para este tipo de arma, além de mais dois carregadores de fuzil 762. Também foram apreendidos acessórios e munições.
O suspeito também teria indicado à polícia o endereço de um comparsa, que foi localizado e também preso na região do Capão Redondo (zona sul da capital paulista). Na casa do suspeito, de 33 anos, nada foi encontrado. Porém, dentro do carro dele, segundo a polícia, foram localizadas dez munições de fuzil. Por isso, ele também foi preso. Não foi informado o valor de comercialização das armas fabricadas irregularmente.
Entre janeiro e maio deste ano, a polícia apreendeu 4.994 armas de fogo no estado de São Paulo. Isso equivale a quase 33 casos diários, considerando o período. Em relação aos cinco primeiros meses de 2019, quando 5.576 armas foram tiradas de circulação, houve queda de 10,4%. Os dados são da SSP (Secretaria da Segurança Pública), sob a gestão de João Doria (PSDB).
VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo