sexta-feira, 24 de julho de 2020

Setur lança serviços para retomar turismo no estado do Rio

A secretária de Estado de Turismo, Adriana Homem de Carvalho, informou que após análise do movimento turístico no mundo e no Brasil, a secretaria percebeu que o “abre” e “fecha” causava grande insegurança ao turista


Setur lança serviços para retomar turismo no estado do Rio
© Reuters

A Secretaria de Estado de Turismo do Rio de Janeiro (Setur-RJ) lançou hoje (24) um serviço de monitoramento para a retomada do turismo no território fluminense, que fornecerá aos turistas informações atualizadas sobre as atividades turísticas e serviços que abrem ou permanecem fechados nos 92 municípios que compõem as 12 regiões turísticas do estado. Os dados se baseiam nos decretos de flexibilização do isolamento social de cada prefeitura municipal, que poderão ser consultados no portal Turismo Consciente, tendo como objetivo evitar a disseminação da covid-19 e garantir ao visitante viajar com segurança. Há diferentes protocolos e decretos referentes à flexibilização, publicados por cada cidade.


Em entrevista à Agência Brasil, a secretária de Estado de Turismo, Adriana Homem de Carvalho, informou que após análise do movimento turístico no mundo e no Brasil, a secretaria percebeu que o “abre” e “fecha” causava grande insegurança ao turista. “Então, cabe a nós, Secretaria de Estado de Turismo, tentar diminuir essa insegurança. E a forma como a gente faz isso é dando a informação correta”.

Segundo a secretária, o movimento turístico vai começar pelos municípios de curta distância, no interior do estado, localizados mais próximos da capital. Isso facilita a decisão dos visitantes que, no atual momento de início de flexibilização das atividades, costuma ser tomada muito “em cima da hora”. Para facilitar a consulta pelos turistas, a secretaria resolveu reunir as informações sobre as atrações e serviços que estão funcionando nas cidades em um único local, o que permite monitoramento e controle mais simples e eficazes.
“A gente analisou internamente e viu que era bastante oportuno e viável. Chamamos todo o interior para ter a informação correta e tivemos, de imediato, 100% de adesão. Vimos que estamos no caminho certo para fazer com que as pessoas viajem com mais segurança, porque muitas vão com seus filhos e netos”. Adriana Homem de Carvalho disse também que muitos turistas que vão para destinos próximos, em função de encontrar as meios de hospedagem, bares, restaurantes, shoppings, comércio em geral e atrações turísticas abertos, acabam pernoitando nas localidades. “Se ele consegue se programar, fica mais tempo, o que favorece o turismo da região”.
A partir dos dados disponibilizados no portal Turismo Consciente, o visitante fica sabendo, inclusive, em quais municípios há barreiras sanitárias, os horários em que as barreiras funcionam e os locais que exigem apresentação de comprovação de reservas em restaurantes, hóteis e pousadas. “É uma coisa muito simples, de fácil atualização, mas muito útil enquanto durar a pandemia”, comentou Adriana.
A Setur é responsável pelas informações entregues no portal, que são acompanhadas dos decretos de cada município que dão origem a esses dados, bem como do dia em que foram atualizados. “É a nossa segurança”. Uma equipe da Setur está constantemente fazendo o monitoramento e lembrando às prefeituras a necessidade de atualizarem as informações. “Para que as informações passadas (aos turistas) não sejam um desserviço e para não perder a credibilidade”, afirmou a secretária.
Adriana acredita que o serviço deverá ficar no ar até o final do ano, enquanto durarem os decretos de flexibilização. Com a pandemia do novo coronavírus, ela disse que haverá mudança no turismo interno fluminense, com municípios que até então não tinham tanta vocação turística se abrindo à visitação, especialmente aqueles que ofereçam maior contato com a natureza.
Ainda no portal, o público pode conferir quais prestadores de serviços turísticos nas cidades se comprometeram a cumprir os dez mandamentos do turismo consciente, que minimizam o contágio da covid-19. Por conta dessa autodeclaração, esses profissionais e estabelecimentos receberam o Selo Rio de Janeiro Turismo Consciente.
VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo