quinta-feira, 25 de março de 2021

MP manda investigar ataques à secretária de Saúde por lockdown em Araraquara

Pessoas contrárias às medidas, ameaçaram a titular da secretária de Saúde de Araraquara, Eliana Honain

© Reprodução/  Prefeitura de Araraquara

O Ministério Público de São Paulo (MPSP) vai investigar ataques e ameaças sofridas pela secretária de Saúde de Araraquara, no interior de São Paulo, devido à decretação de lockdown na cidade. Pessoas contrárias às medidas, que já resultaram em queda nos casos e mortes por covid na cidade, expuseram o endereço da titular da pasta, Eliana Honain, em redes sociais e conclamaram internautas para "fechar a rua" e mostrar a ela "como são as coisas aqui".

Enfermeira formada pela Universidade de São Paulo (USP) e professora universitária, a secretária contou que os ataques mais contundentes aconteceram no domingo, 21. "Um pessoal se manifestou conclamando pessoas para intervirem em minha residência. Marcaram em redes sociais o prédio e o meu apartamento. Chamaram gente para fechar a rua para que eu não pudesse sair ilesa, para me forçar a descer para ver como são as coisas", relatou à reportagem do Estadão. Segundo ela, as pessoas não tiveram o cuidado de manter o anonimato.

A prefeitura fez representação à promotoria local do Ministério Público e encaminhou cópias dos ataques dirigidos à gestora municipal. O MP informou ter recebido a denúncia e encaminhado à Polícia Civil para abertura de investigação. Eliana também procurou a Polícia Civil, como pessoa física, para registrar boletim de ocorrência por injúrias e ameaças. Ela pediu medida protetiva contra os possíveis agressores. "Tomei esse cuidado porque houve quem respondesse ao chamado para o que seriam ameaças à minha integridade física, dizendo ‘topo’ e ‘estou dentro’", afirmou. Ela atribuiu os ataques a negacionistas. "É uma coisa organizada, que extrapola a nossa cidade. Estamos indo contra a linha que eles defendem."

Em live, nesta terça-feira, 23, o prefeito Edinho Silva (PT) confirmou ter encaminhado ao MP e às autoridades policiais os ataques dirigidos contra a secretária. "Ninguém tem o direito de atacar e ameaçar ninguém, tampouco uma mulher como ela, que larga a sua vida pessoal, superou a covid-19 e está na linha de frente no combate à pandemia. Eliana se dedica integralmente ao povo de Araraquara e na superação da doença." Ele condenou o uso das redes sociais para a divulgação de mentiras em relação ao lockdown e às medidas que Araraquara tomou no enfrentamento da covid-19. "Vamos derrotar o ódio e o negocionismo", disse.

Conforme noticiou a Coluna do Estadão, Araraquara começa a colher resultados esperançosos no controle da covid-19, após ter decretado lockdown no dia 21 de fevereiro último. No dia 5 deste mês, a cidade registrou nove mortes pela doença, o pior momento da tragédia do município de quase 240 mil habitantes. No dia 21, apenas duas mortes foram anotadas. O número de novos casos despencou 57,5% em relação à semana anterior ao decreto. A quantidade de mortes por semana caiu 39% na comparação entre antes e depois do lockdown.

VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo