terça-feira, 24 de agosto de 2021

Covid: FDA alerta para pessoas não tomarem fármacos feitos para animais

 

A Ivermectina pode provocar múltiplos sintomas como erupção cutânea, náuseas, vômitos, dores abdominais, efeitos secundários neurológicos e hepatite potencialmente grave

© Shutterstock


A Food and Drug Administration (FDA), o regulador dos Estados Unidos, alerta que algumas pessoas estão tomando Ivermectina, destinada a animais, para tratar ou prevenir a Covid-19. Tomar este medicamento pode causar náuseas, vômitos e efeitos secundários neurológicos.

O fármaco Ivermectina é apenas usado para tratar animais que sofrem de dirofilariose e que são afetados por parasitas internos e externos.

A ideia equivocada de usar Ivermectina para tratar ou prevenir a Covid-19 não é nova, mas aparentemente está ganhando força, conforme explica um artigo publicado no site Gizmodo.

Na sexta-feira, o medicamento fez disparar alarmes no estado do Mississippi, nos EUA, após o departamento de saúde daquele estado ter alertado os profissionais de saúde para que relatassem quaisquer casos de seres humanos que houvessem ingerido fármacos prescritos ou formulações de gado de Ivermectina. O Departamento de Saúde do Estado disse que pelo menos 70% das chamadas recentes para o Centro de Controle de Venenos do Mississippi foram relacionadas com este assunto.

No sábado, a Food and Drug Administration avaliou o uso da Ivermectina como tratamento não aprovado pelo órgão. A sua exasperação foi clara.

"Você não é um cavalo. Você não é uma vaca. É sério, parem com isso. Pare com isso", disse a FDA numa publicação no Twitter, onde divulgou ainda dois links para artigos intitulados "Por que motivos não deve usar Ivermectina para tratar ou prevenir a Covid-19" e "FAQ: COVID-19 e Ivermectina destinados a animais"

No Mississippi, o departamento de saúde do estado afirmou que 85% das pessoas que ligaram após terem ingerido Ivermectina experienciaram problemas leves. No entanto, as autoridades disseram a uma pessoa para procurar ajuda médica devido à quantidade de Ivermectina que supostamente havia tomado.

De acordo com a FDA, os medicamentos para animais são muitas vezes altamente concentrados porque são usados para tratar animais de grande porte, como cavalos e vacas. Esses animais podem pesar, por exemplo, 900 quilos a mais do que os humanos.

Os especialistas destacam que a toxicidade da Ivermectina pode provocar múltiplos sintomas que exigem hospitalização, incluindo erupção cutânea, náuseas, vômitos, dores abdominais, efeitos secundários neurológicos e hepatite potencialmente grave. 

Existem algumas formas de Ivermectina aprovadas pela FDA para uso humano. O medicamento é usado para tratar duas condições causadas por vermes parasitas: estrongiloidíase intestinal e oncocercose. Existem também formas tópicas de Ivermectina utilizadas para tratar parasitas externos em pessoas, como piolhos e problemas de pele como rosácea. Sendo que estas formas de Ivermectina são diferentes das dadas aos animais.

Mais ainda, mesmo as formas de Ivermectina aprovadas para uso humano não são isentas de riscos. O fármaco pode interferir com outros medicamentos, como anticoagulantes, disse a FDA. Adicionalmente, a sobredosagem de Ivermectina pode causar náuseas, vômitos, diarreia, pressão arterial baixa, comichão, urticária, tonturas, problemas de equilíbrio, convulsões, coma e morte.

VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo