terça-feira, 17 de agosto de 2021

Fungo verde associado a variante Delta triplica risco de morte

O primeiro caso oficial de Aspergillus foi detectado na Índia na semana passada, porém os peritos alertam que múltiplos casos prévios do fungo podem simplesmente não ter sido identificados

 

© Shutterstock

Cientistas do Instituto Woon Chong do Centro Médico de Albany, no estado de Nova York (EUA), apuraram que a condição ocorre em 13,5% dos pacientes que são hospitalizados vítimas de Covid-19 grave. 

Os especialistas, que escreveram um artigo sobre o tema para a National Library of Medicine, analisaram 19 estudos de todo o mundo e detectaram 1.421 pacientes com aspergilose pulmonar associada à Covid-19 (CAPA).

A CAPA é uma infeção pulmonar que se não tratada corretamente pode ser fatal.

Sendo que os indivíduos podem ser testados para a CAPA a partir da análise de uma amostra de antígeno pulmonar e das vias aéreas, um teste que a Organização Mundial de Saúde (OMS) considera essencial.

De acordo com os especialistas, quase todos os pacientes que adoeceram gravemente com Covid-19 e CAPA necessitaram de um ventilador para respirar.

Os investigadores, no entanto, destacam que 12,5% dos pacientes que tiveram que receber ventilação também sofreram de outros problemas de saúde como por exemplo leucemia, enquanto outros haviam sido submetidos a transplantes.

Tal significa que pessoas com condições de saúde subjacentes podem ser mais suscetíveis à doença.

Embora os especialistas não tenham indicado se os pacientes que sofreram CAPA haviam sido vacinados contra a Covid-19.

Além disso, nenhum dos casos detectados pelos especialistas ocorreu na Índia - apesar do fato daquele país já ter registado mais de 30 milhões de casos de Covid e mais de 390 mil mortes pelo vírus.

Numa revisão da condição por especialistas do Institute of Medical Education and Research, Chandigarh, na Índia, concluiu-se que o risco de morrer por CAPA era 2,8 vezes mais elevado comparativamente a outros pacientes que estavam gravemente doentes com Covid.

Não só a Índia foi duramente atingida com casos crescentes de infeção pelo novo coronavírus - como também teve de lidar com casos de fungos negros e amarelos.

O professor David Denning, diretor-executivo do Fundo de Ação Global para Infeções Fúngicas e especialista em aspergilose na Universidade de Manchester, no Reino Unido, disse ao jornal The Sun que a falta de casos descobertos na Índia era "preocupante".

Ele explicou: "a conscientização da CAPA foi destacada em 2020 por muitos especialistas, mas isso não pareceu traduzir-se na capacidade de diagnóstico para Covid grave na Índia". 

"A explosão de casos de mucormicose (o chamado fungo negro) foi inesperada, mas quanto à CAPA era esperada, ainda que aparentemente não tenha sido detectada".

Denning questiona assim quantas das 390 mil mortes por Covid na Índia, podem afinal ter sido causadas pelo fungo verde.

VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo