quarta-feira, 8 de setembro de 2021

Membro do Conselho da República, senador diz que orientaria renúncia de Bolsonaro

Jean Paul Prates disse que sua orientação no âmbito do colegiado seria pela renúncia do presidente da República, Jair Bolsonaro

© Marcos Oliveira / Agência Senado

Membro do Conselho da República, o líder da Minoria no Senado, Jean Paul Prates (PT-RN), disse em nota divulgada nesta terça-feira que sua orientação no âmbito do colegiado seria pela renúncia do presidente da República, Jair Bolsonaro.

"O Conselho é um órgão de assessoramento da Presidência da República. Bolsonaro pode ou não seguir suas orientações. A minha seria: renuncie, presidente!", disse o parlamentar.

Segundo o senador, ao anunciar que pretende reunir o Conselho da República, Bolsonaro não adiantou a pauta nem convidou formalmente os integrantes.

"Desconfio de um presidente que nunca prezou pelo debate quando se propõe a reunir o Conselho da República. Minha posição é de defesa vigorosa da democracia e contrária a atos como os que estamos assistindo hoje, que só contribuem para a erosão de nossa sociedade", afirmou Prates.

O Conselho da República é regulado pela Lei 8.041/1990 e é um órgão superior de consulta do presidente da República, reunido por convocação do chefe do Executivo. A esse colegiado cabe pronunciar-se sobre intervenção federal, estado de defesa, estado de sítio ou "questões relevantes para a estabilidade das instituições democráticas".

Hoje, Bolsonaro disse a apoiadores que terá uma reunião amanhã do Conselho da República, com a participação de chefes dos demais Poderes, quando irá mostrar uma "fotografia" das manifestações deste 7 de Setembro para que as lideranças presentes no encontro possam ver "para onde nós todos devemos ir".

Via...Notícias ao Minuto 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo