quinta-feira, 7 de outubro de 2021

Com 21 etapas, MotoGP confirma o calendário provisório da temporada 2022

 

Trata-se do mais extenso calendário do Mundial de Motovelocidade

© Getty Images


A Federação Internacional de Motociclismo (FIM, na sigla em francês) divulgou nesta quinta-feira o calendário provisório para a temporada 2022 da MotoGP. A programação conta com 21 etapas com a introdução de corridas na Indonésia e na Finlândia e Portugal entrando como prova fixa. Trata-se do mais extenso calendário do Mundial de Motovelocidade.

Desde o ano passado, as temporadas da MotoGP tiveram tamanho reduzido por causa da pandemia do novo coronavírus. Agora, porém, a organização considerou que era possível inchar o calendário, mas seguirá atenta ao desenrolar das infecções pelo novo coronavírus. "Todas as datas e eventos, assim como a presença de espectadores, estão sujeitas à evolução da pandemia e a aprovação dos governos e autoridades correspondentes", disse a categoria em um comunicado oficial.

Como acontece tradicionalmente, a abertura está prevista para o Catar, em 6 de março. Na sequência, o Mundial segue para a Indonésia, para debutar no circuito de Mandalika. A prova agendada para 20 de março, porém, ainda depende da homologação da pista. O traçado, aliás, deve receber o Mundial de Superbike ainda neste ano, em disputa agendada para 20 e 21 de novembro.

Depois, a programação prevê o retorno para a Argentina, visitada pela última vez em 2019. Recentemente, por sinal, o circuito de Termas de Río Hondo renovou o contrato para receber o campeonato até 2025. A etapa das Américas completa a visita ao continente, mas a realização da prova ainda não é uma certeza. Afinal, na semana passada os pilotos criticaram severamente as condições do asfalto e asseguraram que não voltariam se o circuito não fosse recapeado ao menos no trecho entre as curvas 2 e 10.

Em 24 de abril, Portugal abre a fase europeia da temporada. Espanha, França, Itália, Catalunha (Espanha), Alemanha e Holanda vêm em sequência, com a etapa da Finlândia agendada para 10 de julho. A prova no KymiRing foi cancelada nos últimos anos, mas o circuito tampouco conta com a homologação necessária.

Na sequência, o Mundial entra em férias e retoma as atividades em 7 de agosto, com a etapa da Grã-Bretanha. Áustria, San Marino e Aragão (Espanha) vem logo depois, com a fase asiática começando em 25 de setembro no Japão. Depois, a caravana viaja à Tailândia e tira uma semana de folga antes de Austrália e Malásia. A Comunidade Valenciana, na Espanha, mais uma vez será palco no encerramento da temporada, agendado para 6 de novembro.

Apesar de longa, a programação traz uma ausência: a etapa do Brasil. A prova tinha sido confirmada para 2022 ainda em outubro de 2019 e estava prevista para acontecer no autódromo de Deodoro, no Rio de Janeiro. O circuito, que conseguiu um contrato até 2026 com a Dorna, promotora do Mundial, contudo, sequer existe.

Se confirmado, será o calendário mais extenso da história da MotoGP, com 21 etapas. Até agora, os Mundiais de 2018 e 2019, com 19 provas, foram os maiores. Devido à pandemia da covid-19, foram realizadas 15 corridas em 2020 e 18 em 2021.

Via...Notícias ao Minuto 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo