sexta-feira, 15 de outubro de 2021

Covid-19: Moderna diz que metade de uma dose é eficaz como reforço

A Moderna indicou que está preparando um documento com instruções para explicar esta nova forma de administração aos profissionais de Saúde norte-americanos

© Paul Hennessy/NurPhoto via Getty Images

A investigadora Jaqueline Miller, que apresentou os dados da farmacêutica Moderna ao regulador norte-americano esta quinta-feira, indicou que metade de uma dose é eficaz como dose de reforço, indica a ABC News.

"Escolhemos a dose de 50 microgramas como reforço porque acreditamos que devemos vacinar com a menor quantidade de antígeno necessário para induzir uma resposta imunológica, pelo menos, igual à do estudo 301 [o estudo inicial da vacina Moderna], que apresentou eficácia de 93%", afirmou a responsável pela área terapêutica para doenças infeciosas da Moderna.

Miller acrescentou que "reduzir a dose de reforço para 50 microgramas vai também aumentar o fornecimento mundial de vacinas mRNA."

A Moderna indicou, ainda, que está preparando um documento com instruções para explicar esta nova forma de administração aos profissionais de Saúde.

De acordo com a análise do regulador do medicamento norte-americano (FDA) aos dados da Moderna, não há evidências de aumento de efeitos secundários decorrente da aplicação de doses de reforço. Porém, ainda é necessária a aprovação oficial da dose de reforço por parte da FDA.

Agência Europeia do Medicamento (EMA, na sigla em inglês) aprovou no passado dia 4 de outubro a inoculação da terceira dose das vacinas contra a Covid-19 da Pfizer/BioNTech e da Moderna. Num comunicado, o regulador europeu sublinha que as duas vacinas podem ser administradas a pessoas com sistemas imunitários muito frágeis, pelo menos 28 dias após a toma da segunda dose. 

Via...Notícias ao Minuto  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo