quarta-feira, 13 de abril de 2022

Mais de 1.500 russos nos necrotérios de Dnipro e "ninguém os quer levar"

Os corpos dos militares russos vão permanecer nos necrotérios porque “ninguém os quer levar”,

© Getty Images

O vice-presidente da câmara de Dnipro, cidade a leste da Ucrânia, disse hoje que foram encontrados corpos de mais de 1.500 soldados russos nos necrotérios da cidade, de acordo com o jornal Kiev Independent.  

Os corpos dos militares russos vão permanecer nesses locais porque “ninguém os quer levar”, disse Mykhailo Lysenko. 

Dnipro tem estado sob fortes bombardeios desde o início da invasão. O aeroporto da cidade foi neste domingo novamente bombardeado pelos russos e ficou "completamente destruído", anunciou o governador regional. "Novo ataque ao aeroporto de Dnipro. Não sobrou nada. O próprio aeroporto e as infraestruturas próximas foram destruídos. E os mísseis continuam a voar", escreveu Valentin Reznichenko, governador regional, na rede Telegram. 

O aeroporto de Dnipro já tinha sido atingido em 15 de março por um bombardeio russo, tendo a pista de aterrissagem sido destruída e o terminal danificado.

Lançada a 24 de fevereiro, a ofensiva militar russa na Ucrânia já matou quase dois mil civis, segundo dados da Organização das Nações Unidas (ONU), que alerta para a probabilidade de o número real ser muito maior.

O conflito causou também a fuga de mais de 11 milhões de pessoas, mais de 4,5 milhões das quais para os países vizinhos.

A invasão russa foi condenada pela generalidade da comunidade internacional, que respondeu com o envio de armamento para a Ucrânia e o reforço de sanções econômicas e políticas a Moscou.

VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo