quarta-feira, 1 de junho de 2022

Israel e Emirados Árabes Unidos assinam acordo de livre comércio

O acordo, assinado nesta terça-feira, 31, em Dubai, cobrirá 96% do comércio bilateral, que equivale a cerca de US$ 1 bilhão.

© Shutterstock

Israel e os Emirados Árabes Unidos assinaram um acordo de livre comércio abrangente e inédito entre Israel um país árabe, fortalecendo os laços comerciais menos de dois anos depois de estabelecerem relações diplomáticas. O acordo, assinado nesta terça-feira, 31, em Dubai, cobrirá 96% do comércio bilateral, que equivale a cerca de US$ 1 bilhão. Autoridades disseram que o acordo ajudaria o comércio a crescer para mais de US$ 10 bilhões em cinco anos.

O primeiro-ministro israelense, Naftali Bennett, disse em um tweet na segunda-feira que este foi o maior acordo de livre comércio entre Israel e qualquer estado árabe, e o mais rápido a ser assinado na história de Israel. As negociações começaram em novembro e foram concluídas em abril, disse o Ministério da Economia de Israel.

O acordo de terça-feira se baseia no crescimento exponencial do comércio e do investimento dos Emirados Árabes que Israel têm desfrutado desde a assinatura dos Acordos de Abraão. De setembro de 2020 a março de 2022, o comércio não petrolífero ultrapassou US$ 2,5 bilhões, enquanto atingiu US$ 1,06 bilhão nos primeiros três meses de 2022 - cinco vezes o total do mesmo período de 2021. Nos últimos meses, um punhado de empresas israelenses começou a investir em novos escritórios em Dubai e Abu Dhabi e a transferir funcionários de Tel Aviv.

A Mubadala Investment de Abu Dhabi, que administra US$ 284 bilhões em ativos, investiu cerca de US$ 100 milhões em empresas de capital de risco no setor de tecnologia de Israel. O maior acordo de negócios entre os Emirados Árabes e Israel estava no setor de energia e não é contabilizado nos números oficiais do comércio. No ano passado, a Mubadala Petroleum, braço de petróleo e gás do fundo, comprou uma participação de aproximadamente US$ 1,1 bilhão em um campo offshore de gás natural de uma das maiores empresas de energia de Israel.

VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo