domingo, 1 de março de 2020

Turquia. Detidos diretor e três colaboradores de portal russo

A detenção de Mahir Boztepe foi anunciada na rede social Twitter pela diretora geral do grupo, Margarita Simonian, depois de durante a manhã de hoje

@DR
O diretor da página em turco do 'site' de informação russo Sputnik, financiado pelo Kremlin, foi hoje detido pela polícia turca em Istambul, num contexto de tensões crescentes entre Ancara a Moscovo, adiantou a AFP.
A detenção de Mahir Boztepe foi anunciada na rede social Twitter pela diretora geral do grupo, Margarita Simonian, depois de durante a manhã de hoje (hora local) outros três colaboradores do 'site' terem sido também detidos em Ancara.
"A polícia veio hoje à nossa redação em Istambul. Um novo colaborador foi detido (...) Turquia, que se passa???", indignou-se SImonian no Twitter.
A detenção, horas antes de Boztepe, de outros três colaboradores em Ancara foi também denunciada pela organização não-governamental Repórteres sem Fronteiras (RSF).
Segundo a RSF, os três colaboradores do Sputnik foram detidos depois de se terem dirigido a uma esquadra para apresentar queixa contra a invasão da sua casa por pessoas não identificadas, que os ameaçaram e lhes gritaram que tinham traído a pátria por trabalharem para os russos.
A organização adiantou ainda que à chegada à esquadra a polícia disse-lhes que eram "procurados" por terem escrito um artigo publicado hoje que levantou uma polémica na Turquia.
No artigo, o Sputnik qualificava de "província roubada" a região de Hatay, integrada na Turquia em 1939 depois de ter sido cedida pela França, que recebeu da Sociedade das Nações um mandato para administrar a Síria, com o objetivo de garantir a neutralidade de Ancara na Segunda Guerra Mundial.
Simonian, através do Twitter, declarou que a polícia de Ancara tinha afirmado ao Sputnik não ter detido os seus colaboradores.
"Não tivemos qualquer contacto com esses três colaboradores desde a noite de ontem [sábado]", sublinhou a diretora geral do portal de informação oficial russo.
Já hoje o ministro dos Negócios Estrangeiros apelou para as autoridades turcas intervirem e "garantirem a segurança dos jornalistas do portal russo".
De acordo com o Sputnik está em curso uma reunião em Istambul entre um representante do portal na Turquia, o seu advogado, emissários do consulado russo e representantes da polícia turca.
Este incidente acontece num momento particularmente tenso nas relações entre a Turquia e a Rússia, agravadas pela escalada do conflito na Síria, onde apoiam campos opostos.
O presidente da comissão dos Negócios Estrangeiros do parlamento russo, Konstantin Kossatchev, disse temer uma "complicação adicional" nas relações russo-turcas com este incidente.
VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo