sexta-feira, 17 de julho de 2020

Procuradoria pede ao TCU que afaste Wajngarten por ocultação de gastos

O objetivo é evitar que o chefe da Secom 'retarde ou dificulte' a investigação.

© Federação Israelita / Divulgação
O subprocurador-geral Lucas Furtado pediu ao Tribunal de Contas da União (TCU), nesta quinta-feira, 16, o afastamento do chefe da Secretaria de Comunicação da Presidência (Secom), Fábio Wajngarten.


O pedido enviado ao presidente do TCU, José Mucio Monteiro, foi baseado em uma reportagem publicada pelo jornal O Globo informando que a Secom vem descumprindo determinação da Controladoria-Geral da União (CGU) e mantendo em segredo dados sobre gastos com publicidade na internet.
Na representação, o subprocurador pede o afastamento temporário de Wajngarten até que os fatos sejam apurados - de modo a evitar que o chefe da Secom 'retarde ou dificulte' a investigação.
No documento, o subprocurador destaca que ainda que a ocultação dos dados públicos 'em frontal desrespeito ao princípio da publicidade na Administração Pública' representa 'flagrante descumprimento' da lei por parte da Secom e de Wajngarten.
O chefe da Comunicação do governo federal nega omissão de informações. No Twitter, ele disse que 'a Secom não descumpriu a determinação da Controladoria Geral da União, que ainda não se manifestou neste caso específico'. Wajngarten também voltou a dizer que a Secretaria de Comunicação da Presidência não decide sobre a contratação direta de sites e blogs. "A Secom, por meio de uma agência de publicidade, contrata a plataforma Google Ads, que apresenta os anúncios ao público definido na campanha e cobra cada vez que ele clica na peça digital", disse.



VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo