sábado, 12 de setembro de 2020

França reporta mais de 9 mil novos casos pelo segundo dia consecutivo

Nas últimas 24 horas morreram 40 pessoas devido à Covid-19 em meio hospitalar, revelaram as autoridades francesas.

© DR

A França registrou nesta sexta-feira mais 9.406 novas infecções pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, segundo as autoridades sanitárias, um número ligeiramente inferior ao apresentado na véspera (9.843), mas continuando acima dos nove mil casos. Na quarta-feira foram reportados mais de 8 mil. O número de novos casos de infecção confirmados no país tem denotado uma tendência de crescimento mais acentuada desde o início de setembro.


No total, desde o início de março quando se iniciou a pandemia na França, já foram identificados 363.350 casos positivos, de acordo com dados da instituição de Saúde Pública da França. 
O número total de mortes aumentou nesta sexta-feira para 30.893, com mais 40 óbitos registrados no último dia em meio hospitalar. Os dados hoje divulgados mostram que a maior parte das mortes ocorreram nos hospitais (20.378, mais 40 do que na véspera).
Não foi ainda atualizado o número de óbitos registrados em lares de idosos, que ontem se mantinha em 10.475.
A pasta dá ainda conta de 2.357 novos internamentos nos últimos sete dias, estando atualmente 389 doentes em unidades de cuidados intensivos (UCI).
Os focos de contaminação no país também continuam aumentando, com 106 novos focos identificados desde ontem, havendo agora 715 focos de contaminação sendo investigados em todo o território francês.
O primeiro-ministro detalhou hoje as novas medidas de proteção contra o novo coronavírus e indicou que há agora 42 regiões no nível máximo de circulação do vírus por todo o país. "Analisamos a evolução da situação epidemiológica e constatamos uma degradação manifesta. O vírus circula cada vez mais na França", afirmou Jean Castex, numa coletiva de imprensa na sua residência oficial.
O governo francês anunciou, ainda assim, que o tempo de isolamento para os "casos contato" da Covid-19 será reduzido para sete dias.
VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo