segunda-feira, 14 de junho de 2021

Pixar explora nostalgia, inclusão e amizade com monstros do mar em 'Luca'

 

Com produção de Andrea Warren e música de Dan Romer, 'Luca' estreia-se na plataforma de streaming Disney+ na sexta-feira, 18 de junho

© Lusa

O novo filme da Disney Pixar, 'Luca', explora a nostalgia das amizades adolescentes e a busca de pertencer e inclusão numa aventura onde há lendas e monstros do mar, disse à Lusa o realizador Enrico Casarosa.


"Muitos de nós sentem-se excluídos, eu e o meu melhor amigo certamente nos sentíamo assim", afirmou o realizador, que se inspirou em verões da sua adolescência para criar o ambiente e os personagens do filme.

A história segue Luca e Alberto, monstros do mar que ganham aparência humana quando saem da água e secam, um processo que foi inspirado nas lulas e polvos que mudam a cor da pele para se esconderem. Eles têm de manter a sua origem em segredo durante as aventuras entre os humanos, uma metáfora para o sentimento de exclusão que muitos adolescentes sentem - e para a vontade de vivenciar mundos diferentes.

"Esse sentimento de sermos estranhos é importante, porque nas amizades não importa: podemos ser idiotas, esquisitos,  intensos", disse Casarosa à Lusa. "Falamos à curiosidade e à conexão que constrói pontes. Podes ser um monstro do mar e se sentir envergonhado ou inseguro, mas os amigos são aqueles que não querem saber e te aceitam".

A curiosidade é a ponte que liga a aventura e o medo, num Luca bem comportado, mas sonhador, curioso. "Espero que se torne uma metáfora para as formas como as pessoas se sentem deslocadas", disse Casarosa.

Com produção de Andrea Warren e música de Dan Romer, 'Luca' estreia-se na plataforma de streaming Disney+ na sexta-feira, 18 de junho.

VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo