segunda-feira, 29 de novembro de 2021

Recusa vacina por ser testada em animais e morre infectado com Covid-19

Glynn Steel, de 54 anos, sucumbiu após duas semanas lutando contra a doença

© Facebook/Emma Steel


Um homem de 54 anos, vegano e apaixonado por animais, morreu infectado com Covid-19 após ter recusado a vacina por esta ser testada em animais.

Glynn Steel, de Malvern, na Inglaterra, morreu após duas semanas lutando contra o vírus. Depois de ser internado na UTI, o homem, dizem os meios britânicos citando a mulher de Glynn, Emma, implorou para que lhe fosse administrada a vacina. 

O engenheiro morreu no dia 16 de novembro, dois meses antes de completar 55 anos. A doença em Glynn começou como aquilo que parecia ser uma constipação, mas rapidamente piorou acabando por, dias depois, fazer o teste e dar positivo. 

A viúva Emma explica que já tinha ambas as vacinas e inclusive a terceira dose de reforço, mas, ao contrário dela, o marido não estava vacinado porque era vegan e, como a vacina era testada em animais, Glynn era contra. 

“Glynn não tinha nenhuma dose da vacina contra a Covid porque era vegano e [a vacina] foi testada em animais. Além disso, ele queria esperar e ver quais eram os efeitos colaterais das vacinas a longo prazo", explica.

Emma afirma que o marido lutava pelos direitos dos animais e era "a alma mais dócil" que conhecia.

 VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo