terça-feira, 10 de novembro de 2020

Mulher perde 22 familiares após deslizamento de terras na Guatemala

Pelo menos 150 pessoas morreram na Guatemala. A aldeia de Queja tornou-se o epicentro de uma tragédia nacional

 

© Getty Images

Uma mulher perdeu 22 pessoas da família após o deslizamento de terras na aldeia de Queja, na Guatemala, que foi provocado pela passagem da tempestade tropical Eta, segundo o The Guardian.

A tempestade tropical Eta deixou um rastro de destruição na Guatemala. Pelo menos 150 pessoas morreram e a aldeia de Queja, em San Cristobal de Verapaz, foi a mais atingida. As chuvas torrenciais causaram um deslizamento de terras na encosta da montanha junto à aldeia.

Gloria Cac, uma mulher de etnia poqomchi, ficou devastada pela perda de 22 familiares. “Toda a minha família desapareceu, sou a única sobrevivente. O meu pai, a minha mãe, irmãos, tias, tios, avós, morreram todos. 22 familiares”, disse.

Francisco Muz, um general reformado que tem ajudado nas operações de resgate, deu uma perspectiva da dimensão do que aconteceu em Queja. “No terreno é uma realidade terrível… Esta tragédia nacional centra-se em San Cristobal de Verapaz, na aldeia de Queja”, ressaltou.

Para além de ter sido particularmente destrutiva na sua passagem pela Guatemala, a tempestade Eta também teve um impacto considerável no Panamá, nas Honduras, na Nicarágua, na Costa Rica e no México. Só nas Honduras morreram 57 pessoas.

A tempestade

chegou no domingo à Flórida, nos Estados Unidos, onde provocou inundações em várias cidades.

VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo