segunda-feira, 6 de setembro de 2021

Ex-militar americano invade casa e mata 4 da mesma família na Flórida

 

O caso aconteceu no condado de Polk, no sul dos Estados Unidos, próximo à cidade de Orlando

© iStock

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Um ex-militar dos Estados Unidos matou quatro pessoas de uma mesma família na Flórida neste domingo (5), inclusive uma criança, e trocou tiros com a polícia, segundo o jornal americano The New York Times.

O caso aconteceu no condado de Polk, no sul dos Estados Unidos, próximo à cidade de Orlando.

Ao todo quatro pessoas foram mortas: um homem de 40 anos, uma mulher de 33 anos, o bebê do casal, de 3 meses, e avó de 62 anos. Uma criança de 11 anos foi ferida. O atirador também matou o cachorro da família.

Os investigadores ainda não sabem o que motivou o ataque e ainda não foi possível estabelecer a conexão entre o assassino e as vítimas. O atirador foi identificado como Bryan J. Riley, de 33 anos, morador de Brandon, segundo o jornal, e hoje trabalha com segurança privada.

Ele serviu às forças armadas dos Estados Unidos no Afeganistão e está com sintomas de estresse pós-traumático, disseram as autoridades locais, mas ainda não está claro quando Riley esteve no país asiático. No momento do ataque, o atirador usava colete à prova de balas e roupas camufladas.

O atirador fez uma barricada e trocou tiros com a polícia até ser ferido, quando se rendeu e foi preso, disse o xerife Grady Judd a jornalistas. No hospital, o criminoso ainda tentou roubar a arma de um policial e precisou ser medicado.

"Ele disse aos detetives: 'Eles imploraram pelas suas vidas, e eu os matei de qualquer forma'", disse o xerife, que afirmou que o atirador é uma pessoa má, segundo o New York Times.

Via...Notícias ao Minuto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo